Button coloca 2012 como ano mais difícil pela McLaren e espera carro melhor na próxima temporada

Piloto inglês chegou a ser apontado como favorito ao título, mas desempenho irregular acabou minando as chances de título. Por isso, ele espera uma mudança no próximo ano

A McLaren começou a temporada com tudo e apareceu como candidata ao título, mas o desempenho da equipe não foi muito regular e seus dois pilotos, Lewis Hamilton e Jenson Button, estão fora da disputa pelo título na reta final do campeonato.

Para Button, a atual temporada da F1 foi sua pior em três disputadas como piloto da McLaren, mas ele espera que isso mude no próximo ano e que tenha um carro melhor para pilotar. “Para mim, este ano foi o mais difícil dos últimos dois anos”, contou o inglês em entrevista à ‘Sky Sports’.

Jenson Button espera carro melhor na próxima temporada (Foto: McLaren)

“O carro é rápido e provamos isso em muitas ocasiões. Mas a consistência não tem sido boa e tem sido um pouco difícil conseguir os resultados. O carro do próximo ano deve ser um pouco melhor e estou muito animado com isso”, completou.

Mesmo sem chances de título, Button espera ver a McLaren forte em Austin, no Texas, sede do GP dos Estados Unidos, que acontece neste final de semana. “Temos uma boa sensação para este circuito. Nosso carro parece funcionar bem neste estilo de pista”, disse.

“Devemos ser competitivos, mas tenho certeza de que a Red Bull vai ser também, como a Ferrari e a Lotus. Por isso, vai ser uma corrida disputada e é o que queremos. Nós não queremos que uma pessoa largue na pole-position, vá em embora e vença esta corrida”, finalizou.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube