Button critica “pouco consistente” MP4-27 e admite: “Este foi o pior ano desde chegada à McLaren”

Jenson Button pintou como grande favorito ao título no começo do ano ao vencer o GP da Austrália, prova inaugural da temporada, mas deixa 2012 desiludido com a falta de consistência da McLaren

 

A temporada 2012 de Jenson Button foi uma autêntica montanha russa. O britânico pintou como grande favorito à conquista do título deste ano depois de vencer, com sobras, o GP da Austrália, prova inaugural do Mundial, em domínio da McLaren. Daí por diante, tudo mudou. Depois do segundo lugar conquistado em Xangai, terceira prova do ano, Button somou apenas 33 pontos em oito provas, sepultando ali suas chances de título. Após as férias de verão, o campeão mundial de 2009 triunfou na Bélgica e deu início a uma reação, que naufragou já na corrida seguinte, em Monza. Seu melhor resultado depois disso foi o quarto lugar em Abu Dhabi, no último domingo (4).

A performance inconstante de um piloto considerado tão regular e constante como Button causou estranheza ao próprio piloto. “Este foi o pior ano desde que estou aqui”, disse o britânico em entrevista ao diário londrino ‘The Guardian’. A título de comparação, Jenson soma 153 pontos em 19 provas nesta temporada, contra 270 de 2011 e 214 obtidos em 2010, seu ano de estreia no time de Woking.

Até o gentleman Jenson Button perdeu a paciência com a inconstância da McLaren (Foto: McLaren)

Na visão de Button, o grande problema enfrentado nesta temporada tem nome e sobrenome: McLaren MP4-27. “O carro não se adaptou a mim tão bem quanto as McLaren anteriores. Foi difícil, inclusive nos bons finais de semana. Ultimamente estamos tendo problemas em quase todo fim de semana. Não entendo”, disse o britânico, resignado.

“O carro é muito atípico na maneira como funciona. Vai realmente bem com Lewis e vai muito bem para mim às vezes. Mas a consistência não está ali”, salientou. Em Abu Dhabi, Lewis Hamilton, enquanto teve o carro em boas condições, dominou praticamente todo o fim de semana, mas, por conta de uma falha no sistema de combustível, encerrou sua participação na corrida em Marina de Yas, na 20ª volta, quando liderava com folga.

Button não escondeu a decepção ao comentar a performance da McLaren no último fim de semana nos Emirados Árabes Unidos. “O fim de semana foi estranho. A sexta-feira foi boa, a manhã de sábado foi boa, mas nem a classificação e tampouco a corrida foram impressionantes”, disse. “Não foi um horror, mas não foi impressionante. Tivemos de testar algumas coisas novas no acerto. Agora mesmo, não estou contente com ele, mas tomara que 2013 seja perfeito”, acrescentou Jenson, na esperança de dias melhores no ano que vem, quando dividirá os boxes da McLaren com o jovem mexicano Sergio Pérez.

Mas antes de partir para as férias e de pensar no MP4-28, Button tem como objetivo ajudar a McLaren a superar a Ferrari no Mundial de Construtores. Uma missão que, segundo o próprio piloto, é das mais difíceis. “O ano que vem será emocionante, mas ainda faltam duas corridas para mostrar que a nossa intenção é fazer o melhor. Ainda queremos superar a Ferrari nos Construtores, mas agora já são 22 pontos [de diferença], é uma margem grande. Precisamos somar bons pontos nas últimas corridas”, concluiu.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube