Button reclama do comportamento do carro, mas diz que é possível lutar pela vitória em Cingapura

Jenson Button afirmou que o carro da McLaren estava saindo muito de traseira durante o treino classificatório, mas disse que, pela possibilidade de ultrapassagem em Marina Bay, é possível pensar na vitória

Jenson Button ficou frustrado com o desempenho no treino classificatório deste sábado (22), em Cingapura. Enquanto o companheiro de equipe, Lewis Hamilton, conquistou a pole-position com enorme facilidade, o piloto do carro número 3 terminou somente com a quarta colocação, 0s577 atrás do líder.

Após o treino, Button reclamou do carro e disse que torce por um desempenho melhor neste domingo. “Senti algumas dificuldades hoje. Eu realmente não me senti confortável no carro, ele estava saindo muito de traseira e eu tive problemas com os pneus depois de uma volta rápida. Espero que o equilíbrio esteja melhor amanhã que neste treino classificatório”, declarou.

Jenson Button afirmou que é possível lutar pela vitória em Cingapura (Foto: McLaren)

Outro problema apontado pelo piloto inglês foi o desgaste dos pneus da Pirelli, que impediam os competidores de tentarem voltas rápidas com os compostos mais gastos. “A degradação elevada dos pneus aqui vai fazer a corrida complicada, mas acho que não teremos problemas”, avaliou.

No entanto, apesar das reclamações, o britânico se disse confiante para a corrida e disse que é possível, sim, pensar em vitória. “Vai ser complicado para todos na noite deste domingo, mas é possível ultrapassar por aqui. Largar em quarto significa que é possível esperar pelo melhor – a vitória –, mas não tive um bom ritmo no treino classificatório. Eu espero que tudo melhor na corrida”, encerrou.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube