Button torce por “condições mistas” para ter oportunidade de brigar pelos pontos no GP da Malásia

Inglês confessou que a McLaren não tem o melhor carro no seco, mas mostrou que pode ir bem se chover durante as atividades em Sepang. Ele também afirmou que o tipo de asfalto da segunda corrida do ano também deve ajudá-lo na disputa para ficar no top-10 outra vez

As imagens desta quinta em Sepang
A volta virtual em Sepang, narrada por Massa
Especial F1 2013, a temporada que vem com rótulo de imprevisível

Na primeira parte do treino classificatório para o GP da Austrália, disputado no sábado (16), a McLaren viu Sergio Pérez e Jenson Button com um bom desempenho quando a pista estava molhada. No dia seguinte, quando as duas partes finais da atividade foram disputadas praticamente com pista seca, o inglês conseguiu um foi bem no Q2, quando estava usando os pneus intermediários.

Com a grande possibilidade de chuva ao longo de todas as atividades na Malásia, palco da segunda etapa da temporada, Button espera que o MP4-28 tenha um desempenho semelhante ao da segunda parte do classificatório em Melbourne.

Torcendo pela chuva, Jenson Button espera brigar por pontos em Sepang (Foto: Getty Images)

“Eu prefiro as condições mistas. Com isso, temos mais uma chance de marcar pontos. Os [pneus] intermediários foram muito bons para nós no Q2, quando ficamos em terceiro. Quando você tem um carro rápido, você quer tempo seco todos os dias. Mas, quando você não tem um tão rápido, você quer que tudo aconteça na pista para ter uma oportunidade [de somar pontos]”, disse o piloto.

Segundo ele, a McLaren pode ter um final de semana complicado caso não chova. Mas o campeão de 2009 pela Brawn disse que confia que o tipo de asfalto, com menos irregularidades do que o visto na abertura do campeonato, vai ajudar a equipe, mesmo que não seja para brigar pela vitória ou pódio.

“Vai ser mais um final de semana difícil. Mas este é um circuito onde estamos com um pouco de sorte, em termos de solavancos. É muito mais suave do que na última corrida, o que nos deve ajudar bastante. O carro estava pulando um pouco na última corrida, o que não ajuda a configuração”, explicou o inglês.

“Onde é menos acidentado, principalmente nas curvas de baixa, [o tipo de asfalto] deve realmente nos ajudar a deixar o carro funcionando melhor. Nós não vamos disputar [posições] na frente, mas, pelo menos, podemos tirar o melhor do carro partindo do que temos”, completou.

Dando seu palpite para o vencedor da segunda etapa, Button não aposta em uma nova vitória de Kimi Räikkönen. “A Lotus fez um ótimo trabalho, e Kimi fez um grande trabalho na corrida, mas muitas pessoas aprenderam com isso. São condições muito diferentes, com o calor e o tipo de circuito. Acho que veremos um vencedor diferente aqui”, falou.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube