Sainz define carro da McLaren como “um dos mais difíceis de ultrapassar” após Silverstone

Depois de guerrear com Daniel Ricciardo em Silverstone pela quinta posição, Carlos Sainz chegou a uma conclusão: o MCL35M é "um dos carros mais difíceis" de ultrapassar nesta temporada

O duelo entre Max Verstappen e Lewis Hamilton no GP da Inglaterra por uma nova perspectiva (Vídeo: F1)

A Ferrari já está focada em 2022, mas isso não impediu Carlos Sainz de travar uma batalha dura com Daniel Ricciardo no último fim de semana, no GP da Inglaterra. O piloto, que além de não ter conseguido bater o australiano, já fez parte da equipe de Woking, não conseguiu negar o excelente desempenho da McLaren em linha reta, auxiliado pela mudança para o motor Mercedes neste ano de 2021.

“Infelizmente, já aconteceu comigo algumas vezes que fiquei atrás de uma McLaren que não consigo passar”, disse Sainz, depois de terminar em sexto em Silverstone. “Não é novidade, eles têm uma velocidade em linha reta muito boa, um ritmo muito forte e potência na saída das curvas. É provavelmente um dos carros mais difíceis de ultrapassar”, completou.

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

Carlos Sainz avaliou que poderia ter alcançado um resultado melhor em Silverstone (Foto: Ferrari)

Sainz ficou frustrado depois que um overcut precoce em Ricciardo não funcionou devido a uma péssima parada da Ferrari, que deixou o espanhol nos boxes por mais de dez segundos enquanto sua roda dianteira esquerda era trocada. Por isso, o dono do carro #55 ficou atrás do de número #3 até o final da prova.

“Sim, infelizmente estivemos um passo atrás de Ricciardo durante toda a corrida”, acrescentou. “Primeiro no meio, depois conseguimos ultrapassá-lo com um ritmo muito forte durante as voltas mais limpas, mas infelizmente depois do lento pit-stop tive de ir atrás dele novamente.”

“Com o pneu duro foi ainda mais difícil ultrapassá-lo, porque parecia que esse composto em alta velocidade não aguentava a carga do ar sujo. Eu estava saindo de traseira e não consegui acompanhá-lo. Mesmo tendo DRS, não era próximo o suficiente para tentar pegá-lo”, concluiu.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar