Sainz vê mal-entendido em fala sobre Barrichello: “Não sou ninguém para criticá-lo”

Carlos Sainz aproveitou a coletiva do GP da Rússia para esclarecer o mal-entendido sobre Rubens Barrichello em entrevista nesta semana

Câmera 360° no carro de Hamilton mostra como Verstappen o acertou em acidente (Vídeo: F1)

O nome de Carlos Sainz caiu na boca de muitos fãs brasileiros do esporte a motor desde o começo da semana. O piloto da Ferrari participou de um evento de um dos seus patrocinadores em Madri na última segunda-feira. Em determinado ponto da entrevista, acompanhada por veículos de comunicação da Espanha, Sainz foi perguntado sobre o que espera da sua trajetória como piloto da Ferrari. Segundo aspas publicadas pelo diário Marca, de Madri, Carlos assim respondeu: “Se ficaria feliz em ser um Barrichello com Schumacher? Não, claro que não!”. Dias depois, já em Sóchi para o GP da Rússia, o dono do carro #55 explicou a declaração que gerou tanto burburinho nas redes sociais.

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2

Chateado por conta da má repercussão, o espanhol colocou panos quentes no assunto e apontar que não gostou como a fala foi divulgada pela imprensa, que segundo ele, distorceu o fato e criou a polêmica que dominou o mundo do automobilismo nos últimos dias.

“Como sempre, com esse tipo de coisa, e as críticas surgem de vocês [mídia]. Me perguntaram o seguinte: ‘Você escolheria ser quem entre Barrichello e Schumacher?’ E disse que preferia vencer sete títulos mundiais, o que faz muito sentido. Mas aí, vi como as manchetes foram construídas. Isso me deixou decepcionado”, afirmou.

“Sei que vocês [jornalistas presentes] não são assim. Mas isso mostra que, quando um feed de notícias é abastecido por outro e outro, eles acabam colocando manchetes assim, e todos brasileiros acabaram me criticando por conta do Rubens”, lastimou.

Vice-campeão de 2002 e 2004, Rubens Barrichello venceu 9 vezes pela Ferrari (Foto: Ferrari)

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

Sainz ainda trouxe à baila a carreira de Barrichello na Ferrari, equipe que defendeu entre 2000 e 2005, e conquistou 9 corridas, 55 pódios e dois vice-campeonatos, em 2002 e 2004. No total, o brasileiro tem 11 triunfos na categoria.

Por fim, Carlos reiterou o respeito que sente por Barrichello e afirmou que jamais menosprezaria a carreira de piloto algum, muito menos alguém que tem história dentro da Ferrari.

“Primeiro de tudo, quantas corridas ele ganhou? 11. Eu não ganhei nenhuma. Logo, não sou ninguém para criticar Rubens. Na verdade, sou bem amigo dele. Tenho muito respeito, então dá para imaginar como fiquei chateado quando li que no Brasil as manchetes traziam que eu tinha dito isso”, declarou.

“Vocês sabem como sou, nunca falo mal de outros pilotos, ainda mais de pilotos da Ferrari que ganharam corridas e títulos para a equipe”, finalizou o piloto espanhol.

Fórmula 1 volta a acelerar neste fim de semana para a disputa do GP da Rússia, 15ª etapa da efervescente temporada 2021. O GRANDE PRÊMIO acompanha tudo AO VIVO e em TEMPO REAL.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar