Sainz se empolga e diz que pódio em Mônaco “pode não ser o único” da Ferrari em 2021

Carlos Sainz, segundo colocado nas ruas do Principado com Ferrari, citou a evolução da equipe e projetou voltar ao pódio ao longo da temporada

Verstappen assume liderança da F1 após vitória: assista aos melhores momentos do GP de Mônaco (GRANDE PRÊMIO com Reuters)

O GP de Mônaco, realizado no último domingo (23), foi marcante para Carlos Sainz, que conquistou seu primeiro pódio pela Ferrari ao chegar na segunda posição nas ruas do Principado. Feliz com o resultado, o espanhol reiterou a evolução da equipe de Maranello e projetou frequentar o pódio mais vezes ao longo da temporada, apesar de reconhecer que a tarefa é difícil.

Se a felicidade veio com o pódio do espanhol, um gosto amargo ficou na boca dos ferraristas, que viram Charles Leclerc, pole-position para a prova, abandonar antes da largada por problemas no eixo de transmissão. Sainz lembrou do episódio e não escondeu o desejo de voltar ao pódio, mas desta vez com o companheiro de equipe ao seu lado.

Carlos Sainz terminou o GP de Mônaco na segunda posição (Foto: Ferrari)

“Todo mundo no paddock se mostrou surpreso com o rendimento do carro neste nível, mas o que vimos na quinta-feira foi real. Queríamos a vitória e infelizmente não conseguimos conquistá-la pelas circunstâncias apresentadas. Estou contente por ver a Ferrari dar esse passo à frente, acho que merecíamos a vitória neste fim de semana”, disse.

“Queria demonstrar a todo mundo que o ritmo que tive na classificação no sábado era o mesmo da corrida. Obviamente, é uma sensação ‘agridoce’ pelo momento ruim vivido pela equipe porque o carro que sairia na pole não conseguiu largar. Assim são as corridas. Sinto muito pelo Charles, imagino que é algo difícil de digerir. Da minha parte, tive minha oportunidade hoje e olhamos para a frente na corrida, que é exatamente o que eu queria”, seguiu.

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

“Charles e eu nos damos muito bem. Sinto muito por ele e disse a ele que entendo como se sente. Foi um dia difícil para ele. É um bom piloto. Espero que possamos compartilhar um pódio logo”, afirmou.

Apesar da empolgação com o segundo lugar em Mônaco, Sainz mantém os pés no chão e reconhece que o resultado foi circunstancial, afirmando não esperar que a dose seja repetida em Baku, palco da próxima etapa do campeonato. Porém, o espanhol deixou em aberto a possibilidade de voltar ao pódio ainda em 2021, caso as circunstâncias permitam.

“Não espero esse nível de rendimento em Baku, mas o carro está progredindo bem. Se outros cometerem erros, pode ser que este não seja o único pódio da temporada”, concluiu.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar