Cautelosa em pistas novas, Pirelli escolhe pneus mais duros para GP da Turquia

A Pirelli oferece pneus C1, C2 e C3 no GP da Turquia. A escolha reflete uma cautela da marca italiana com pistas incluídas de última hora no calendário modificado da Fórmula 1

O retorno da Fórmula 1 à Turquia será com os pneus mais duros de todos. Seguindo tendência vista em outras pistas adicionadas de última hora ao calendário da temporada 2020, a Pirelli determinou o uso dos compostos C1, C2 e C3 como duro, médio e macio em Istambul.

A F1 já correu no autódromo turco entre 2005 e 2011, usando até mesmo pneus Pirelli na última edição. Só que elementos como a evolução drástica dos carros na última década e o recapeamento do asfalto criam clima de incerteza para a Pirelli. 

“A Turquia é mais um novo local neste calendário fascinante da Fórmula 1 de 2020 e, embora seja um lugar onde já estivemos, para todos os efeitos, podemos considerá-lo um circuito totalmente novo para nós”, disse Mario Isola, diretor de automobilismo da Pirelli. “Especialmente quando não temos experiência com o novo asfalto”, destacou.

A Pirelli vai com os pneus mais duros de todos para a Turquia (Foto: Pirelli)

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

Este é o quinto GP de 2020 com os pneus mais duros disponíveis. Destes, três são novidades de 2020 – Mugello e Portimão são os outros. Nos outros dois, Silverstone e Barcelona, a escolha foi motivada pela natureza de pistas que já causam alto consumo de borracha em condições normais.

O GP da Turquia abre a reta final da temporada 2020 da F1. A categoria começa a se mover na direção da Ásia, tendo na sequência apenas a rodada dupla do Bahrein e o GP de Abu Dhabi antes de encerrar o campeonato.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube