Céus tentam parar Red Bull, mas Vettel luta e abre 2013 com pole em Melbourne. 4º, Massa bate Alonso

Sebastian Vettel marcou 1min27s407 e superou Mark Webber em 0s4 para largar na pole-position na abertura da temporada 2013 da F1 em Melbourne. A última vez que a Red Bull fez a dobradinha no GP da Austrália, o piloto alemão terminou com o título

Alguém mais supersticioso pode achar que a tempestade que adiou o treino classificatório era uma tentativa dos céus de evitarem um novo domínio da Red Bull na F1. Se fosse essa a intenção sobrenatural, não deu certo. Na continuação da classificação, disputada no início da manhã deste domingo (17), em Melbourne, Sebastian Vettel voltou ao lugar que conhece tão bem: a pole-position.

O germânico marcou o tempo de 1min27s407 para superar o companheiro de equipe, Mark Webber, por enormes 0s4. Vale lembrar que a última vez que a Red Bull fez a dobradinha no GP da Austrália, há dois anos, o piloto alemão terminou com o título com quatro corridas de antecipação.

Vettel não teve adversários à altura mais uma vez (Foto: Getty Images)

A Mercedes, que apareceu tão bem no sábado, conseguiu apenas a terceira colocação com Lewis Hamilton, que faz a estreia pela equipe. O britânico vai dividir a segunda fila com Felipe Massa. O brasileiro fez valer o bom desempenho da Ferrari e mais uma vez superou Fernando Alonso no grid – a exemplo do que havia acontecido nas duas últimas etapas de 2012 – por apenas 0s003.

Nico Rosberg sai em sexto, com Kimi Räikkönen, Romain Grosjean, Paul Di Resta e Jenson Button completando o grupo dos dez primeiros.

 As imagens deste domingo em Melbourne
 A volta virtual em Melbourne, narrada por Alonso
 Especial F1 2013, a temporada que vem com rótulo de imprevisível

Confira como foi o restante do treino classificatório da F1 em Melbourne:

Depois de o treino ter sido adiado do último sábado devido às fortes chuvas no Albert Park, quase que o Q2 não acontece. Isso porque uma tempestade voltou a atingir o circuito de Melbourne logo pela manhã, mas cessou antes que o treino classificatório recomeçasse. Ainda assim, a pista estava molhada quando os primeiros carros deixaram o pit-lane.

O primeiro piloto a abrir volta rápida foi Lewis Hamilton, da Mercedes, mas a situação ainda estava tão ruim, que o piloto inglês quase escapou logo na primeira curva. Ainda assim, o campeão da F1 de 2008 conseguiu completar a volta em 1min42s476. Em pouco tempo, Nico Rosberg tomou a ponta, seguido por Mark Webber e Fernando Alonso.

Quem não teve a mesma sorte foi Valtteri Bottas. O único novato a avançar ao Q2 escapou durante a tomada de tempo e, digamos, comprou um terreno no Albert Park. E por muito pouco Kimi Räikkönen não seguiu o compatriota no caminho para fora da pista.

Na sequência, Sebastian Vettel mostrou que a Red Bull é uma forte candidata mesmo com pista molhada e assumiu a liderança. Felipe Massa, por outro lado, ainda estava na 14ª posição, podendo ser eliminado no Q2. Essa situação, entretanto, não durou muito e Massa pulou para sétimo, quando faltavam seis minutos de atividade.

Na volta seguinte, Nico Rosberg retomou a primeira colocação, enquanto Massa entrou na bolha da décima posição, conforme Nico Hülkenberg e Jean-Éric Vergne melhoraram as marcas. Enquanto isso, Sergio Pérez, o 14º, retornou aos boxes e arriscou colocar os pneus supermacios para passar à fase final do treino.

A tática, porém, não deu certo, e o carro da McLaren retonrou ao pit-lane para recolocar o composto intermediário. Na briga pela ponta, Vettel retomou a primeira colocação, mas foi mais uma vez derrubado por Rosberg. Hamilton e Webber apareciam na sequência. Nesse momento, Massa era o 12º.

Com o pneu intermediário, o brasileiro voltou à pista para uma volta voadora e conseguiu a quinta colocação para se garantir no Q3. Com isso, Rosberg, Webber, Hamilton, Button, Massa, Alonso, Bettel, Pal Di Resta, Räikkönen e Grosjean avançaram. Nico Hülkenberg, Adrian Stuil, Vergne, Daniel Ricciardo, Pérez e Bottas foram eliminados.

Felipe Massa larga em quarto. Alonso, quinto (Foto: Getty Images)

Q3

Mais uma vez foram os carros da Mercedes que puxaram a fila no treino classificatório. Dessa vez, porém, a pista estava muito mais seca do que no começo da atividade. Com isso, o Rosberg cravou 1min33s686, assumindo a primeira posição, mas logo sendo superado por Hamilton. Na sequencia, porém, a marca do piloto da Mercedes foi dizimada por Sebastian Vettel, com 1min32s6, mesmo com o piloto da Red Bull quase tendo escapado na penúltima curva.

Enquanto isso, a McLaren segurava Jenson Button ao máximo nos boxes, liberando-o à pista já com pneus supermacios. Percebendo a tática, as demais equipes chamaram os pilotos ao pit-lane para fazer a troca de pneus e fazer a decisiva tomada de tempo.

Por ter sido o primeiro piloto a colocar compostos para pista seca, Button assumiu a pole provisória com 1min32s4, mas uma marca considerada ruim. Também com pneu supermacio, Hamilton destruiu o tempo do antigo companheiro de equipe, ao obter 1mins29s184.

Quem não tinha nada a ver com a disputa entre os carros prateados era Sebastian Vettel. E o piloto da Red Bull mostrou que não é tricampeão por acaso, cravando 1min27s4 e garantindo a pole-position para a abertura da temporada. Mark Webber fechou em segundo e Hamilton, em terceiro.

Felipe Massa ainda conseguiu a quarta colocação no apagar das luzes, superando Fernando Alonso por apenas 0s003. Nico Rosberg foi o último a passar pela linha de chegada, marcando a sexta colocação e dando números finais à classificação.

F1, GP da Austrália, grid de largada:
 

1
Sebastian VETTEL
ALE
Red Bull Renault
1:27.407
 
2
Mark WEBBER
AUS
Red Bull Renault
1:27.827
+0.420
3
Lewis HAMILTON
ING
Mercedes
1:28.087
+0.680
4
Felipe MASSA
BRA
Ferrari
1:28.490
+1.083
5
Fernando ALONSO
ESP
Ferrari
1:28.493
+1.086
6
Nico ROSBERG
ALE
Mercedes
1:28.523
+1.116
7
Kimi RÄIKKÖNEN
FIN
Lotus Renault
1:28.738
+1.331
8
Romain GROSJEAN
FRA
Lotus Renault
1:29.013
+1.606
9
Paul DI RESTA
ESC
Force India Mercedes
1:29.305
+1.898
10
Jenson BUTTON
ING
McLaren Mercedes
1:30.357
+2.950
11
Nico HÜLKENBERG
ALE
Sauber Ferrari
 
1:38.067
 
12
Adrian SUTIL
ALE
Force India Mercedes
 
1:38.134
 
13
Jean-Éric VERGNE
FRA
Toro Rosso Ferrari
 
1:38.778
 
14
Daniel RICCIARDO
AUS
Toro Rosso Ferrari
 
1:39.042
 
15
Sergio PÉREZ
MEX
McLaren Mercedes
 
1:39.900
 
16
Valtteri BOTTAS
FIN
Williams Renault
 
1:40.290
 
17
Pastor MALDONADO
VEN
Williams Renault
 
1:47.614
 
18
Esteban GUTIÉRREZ
MEX
Sauber Ferrari
 
1:47.776
 
19
Jules BIANCHI
FRA
Marussia Cosworth
 
1:48.909
 
20
Max CHILTON
ING
Marussia Cosworth
 
1:48.909
 
21
Giedo VAN DER GARDE
HOL
Caterham Renault
 
1:49.519
 
 
TEMPO 107%
Q1
 
 
1:50.616
 
22
Charles PIC
FRA
Caterham Renault
 
1:50.626
 
 
 
 
 
 
 
 
REC
Sebastian VETTEL
ALE
Red Bull Renault RB7
 
1:23.529
23/03/2011
MV
Michael SCHUMACHER
ALE
Ferrari F2004
 
1:24.125
03/03/2004

 

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube