Leclerc aprova 4º lugar na Espanha após luta intensa: “Foi o que pudemos fazer”

Charles Leclerc comemorou o desempenho da Ferrari e disse estar mais confortável na SF21, se comparado ao carro do ano passado. Já Carlos Sainz Jr. não deixa Barcelona com a mesma alegria

No GP da Espanha deste domingo (9), Charles Leclerc largou da quarta posição para terminar também no quarto lugar. Mas isso não significa que a corrida do monegasco foi fácil, pelo contrário: o piloto lutou para manter Daniel Ricciardo e Sergio Pérez atrás e, além disso, flertou com a terceira posição em disputa intensa com Valtteri Bottas.

Apesar dos desafios, Leclerc fez um balanço positivo da corrida em Barcelona.

“Hoje foi uma corrida incrível para nós. Não poderíamos ter feito nada melhor. P4 foi o melhor que pudemos fazer. Muito feliz com o trabalho da equipe”, disse Leclerc.

Charles Leclerclargou na quarta posição no GP da Espanha (Foto: Ferrari)

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

“Éramos incrivelmente competitivos em relação aos nossos principais concorrentes. Fomos um pouco o destaque da corrida de hoje. Então, foi bom. As sensações com o carro eram fantásticas e no início da corrida com os pneus macios me senti muito bem. Não tivemos muita degradação”, explicou.

O fim de semana da Ferrari teve seu destaque: a SF21 do piloto de Mônaco mostrou um bom desempenho desde os treinos até a corrida de hoje. E isso é confirmado pelo próprio Leclerc, que diz que as melhorias feitas no carro auxiliam na corrida na Espanha.

“É difícil explicar. Temos mais potência, mais downforce e um pouco mais de aderência e, especialmente para a corrida, isso ajuda muito. No ano passado, o equilíbrio foi muito difícil”, explicou Leclerc, comparando o SF21 com a SF1000, carro da temporada de 2020 da Ferrari.

Se Leclerc sai satisfeito com seu resultado, para Carlos Sainz Jr. não é bem assim. O espanhol largou em sexto lugar e finalizou a corrida um degrau atrás, na sétima colocação.

“Para ser justo, foi um pouco frustrante porque hoje senti que o carro estava se comportando bem e que eu estava muito confortável. Eu sabia que um bom começo seria fundamental e isso não aconteceu”, disse Sainz. “Não sei bem o que aconteceu na primeira volta e o que eu poderia ter feito diferente para ganhar posições, mas a partir daí foi uma corrida para ficar atrás dos outros carros”, lamentou.

Enquanto Charles Leclerc ocupa a quinta posição no Mundial, com 40 pontos, Sainz figura a oitava posição, com 20. Já no Mundial de Construtores a disputa está acirrada: a equipe italiana está na quarta posição, com 60 pontos – a apenas cinco da McLaren, que tem 65.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar