Leclerc aprova classificação, mas diz que pódio no GP da Espanha “é difícil”

Charles Leclerc vai largar na quarta colocação, ao lado de Valtteri Bottas, e prevê dificuldades em manter o terceiro lugar. Para o piloto, o importante é somar o máximo de pontos possível

A classificação para o GP da Espanha neste sábado (8) trouxe bons resultados para a Ferrari: enquanto Carlos Sainz Jr. ficou com a sexta posição em Barcelona, Charles Leclerc, que teve um bom desempenho ao longo do fim de semana nos treinos e classificação, conquistou a quarta posição e largará ao lado de Valtteri Bottas, da Mercedes, na segunda fila.

Para o monegasco, o resultado desta tarde na pista da Catalunha foi positivo e o suficiente em termos de posição no grid.

“Feliz com o dia de hoje. Acho que não havia muito mais o que poderíamos fazer em termos de posição. Em termos de tempo, talvez um pouco mais no último setor. Não consegui juntar tudo, mas, tirando isso, estou muito satisfeito hoje”, disse Leclerc.

O piloto do carro #16 entende a dificuldade da pista espanhola, mas é realista em relação às chances de alcançar e manter um terceiro lugar, por exemplo, à frente da Red Bull e Mercedes.

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

Charles Leclerc conquistou o quarto lugar na classificação do GP da Espanha (Foto: Ferrari)

WEB STORIES: Como ficou o grid de largada do GP da Espanha de Fórmula 1

“Tudo é possível, mas realisticamente será muito difícil. Em condições normais, acho que não podemos manter um terceiro lugar, caso cheguemos lá em algum momento”, declarou. “O objetivo é extrair o máximo do carro e se o terceiro lugar é o melhor que podemos fazer, então é o terceiro lugar. Precisamos tentar tirar o máximo de pontos que conseguirmos”, finalizou o piloto.

Sainz também finalizou o dia satisfeito. O filho de Carlos Sainz acredita que poderia ter alcançado posições melhores, mas comemora por ter se sentido confortável com a SF21.

“Estou satisfeito. Acho que fizemos uma boa classificação desde o início. Desde o Q1 demos voltas muito boas. Talvez minha pior sessão tenha sido o Q3, porque eu tinha dois jogos de pneus macios novos e não consegui fazer nenhum vez uma boa marca no último setor, foi difícil na curva 10 com o vento”, explicou Sainz. “Mesmo assim, sei que hoje havia potencial para mais posições. Mas, no geral, o passo à frente que dei novamente neste fim de semana, me senti bastante confortável com o carro, é o positivo” concluiu.

O GP da Espanha tem largada marcada para 10h (de Brasília) deste domingo. O GRANDE PRÊMIO acompanha todas as atividades do GP da Espanha de Fórmula 1 AO VIVO e em TEMPO REAL.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar