Chefe-adjunto e ligado a antigo dono, Fernley é demitido após reestruturação da Force India

A equipe baseada em Silverstone, agora capitaneada pelo consórcio liderado por Lawrence Stroll, dispensou Bob Fernley, dirigente que ocupava o posto de chefe-adjunto há dez anos. É o primeiro grande movimento na cúpula do ex-time de Vijay Mallya

Bob Fernley é a primeira grande baixa após a reestruturação promovida pela Force India na esteira da sua aquisição pelo consórcio liderado por Lawrence Stroll. O dirigente britânico, muito ligado ao antigo proprietário, Vijay Mallya, atuava como chefe-adjunto desde que a Force India passou a fazer parte da F1, em 2008. A informação foi publicada pela revista britânica ‘Autosport’.
 
Na prática, Ferley era o chefe de equipe da Force India e desempenhava a função quando Mallya não podia viajar, fato frequente nos últimos anos em razão dos problemas do bilionário indiano com a justiça local e o risco de extradição caso deixasse o Reino Unido.
Caiu: Bob Fernley é o primeiro dirigente do alto escalão a perder emprego na Force India (Foto: Force India)

Fernley também era o líder da Force India nas negociações e reuniões frequentes envolvendo a FIA (Federação Internacional de Automobilismo) e as outras equipes da F1.

 
De acordo com a publicação britânica, Fernley foi comunicado por Lawrence Stroll, na semana passada, de que não faria mais parte da equipe após o processo de reestruturação. No momento, quem assume a função do antigo chefe-adjunto é Otmar Szafnauer, atualmente chefe de operações da Force India.
 
A mudança na cúpula da equipe tende a ser a primeira de uma série que a equipe pode sofrer, como o próprio nome. O tema ainda é tratado como mistério pela equipe às vésperas do GP da Bélgica, etapa que marca o retorno do Mundial de F1 após as férias de verão, neste fim de semana.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube