Chefe da Ferrari até elogia, mas afasta chance de contratar Verstappen a curto prazo

Verstappen na Ferrari? Mattia Binotto, chefe da equipe italiana, até elogiou o holandês, mas rechaçou a chance de tê-lo a curto prazo

Aos 23 anos de idade, Max Verstappen é o líder do Mundial de Fórmula 1 e a principal joia do grid atual, que chama a atenção de diversos chefes de equipe. Mas esse não é o caso para Mattia Binotto, comandante da Ferrari, pelo menos, no momento. O italiano explicou que o holandês não é uma opção para assinar com a equipe no curto a médio prazo, e também explicou o processo de decisão para liberar o tetracampeão Sebastian Vettel, trocado por Carlos Sainz para 2021.

“Honestamente, acho que temos bons pilotos hoje, com os quais estamos muito felizes”, explicou Binotto durante a coletiva de imprensa da Fórmula 1.

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

Com Charles Leclerc em um contrato de cinco anos e Carlos Sainz Jr. em um contrato de dois anos, Binotto eliminou a chance de tentar Verstappen em um futuro de curto prazo.

“Investimos muito em Charles, acho que ele tem um talento fantástico e é o nosso investimento”, disse. “E Carlos está indo muito bem. Então com certeza em um futuro próximo, isso não é uma questão. Por outro lado, Max é um piloto fantástico. Ele também é muito talentoso. Ele é muito rápido e um bom menino. Portanto, não há dúvida de que nós gostamos dele. Mas, como eu disse, certamente a curto, médio prazo, temos nossa dupla de pilotos já definida”, completou.

CHARLES LECLERC; CARLOS SAINZ; FERRRI; PRÉ-TEMPORADA; F1; FÓRMULA 1;
Charles Leclerc revelou que se dá bem demais com Carlos Sainz (Foto: Scuderia Ferrari)

Binotto também explicou a relação da equipe em liberar Sebastian Vettel, que encontrou uma vaga longe dos italianos, já que a Racing Point optou por substituir Sergio Pérez para o tetracampeão liderar a reformulação para a Aston Martin.

“Acho que quando tivemos o lockdown por conta da pandemia no início do ano passado, era a hora de decidirmos”, disse Binotto. “E foi até importante decidir logo no início do ano por total respeito a Sebastian, para dar a ele a oportunidade de encontrar outra equipe”, relembrou.

“Acho que foi uma sorte termos decidido muito em breve. Então, para nós, era o momento certo, foi o momento em que realmente consideramos todas as opções e tomamos nossa decisão”, concluiu.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar