Chefe da Ferrari diz que manobra para melhorar posição de Alonso foi decisão correta e agradece Massa

Mesmo com a reclamação do piloto brasileiro após a corrida, Stefano Domenicali disse que a decisão de jogar Alonso para a sétima colocação foi correta e diz que esperou até o último minuto para saber se a Red Bull faria a mesma coisa com Mark Webber

 Quem vence a temporada 2012 da F1, Vettel ou Alonso?

Poucas horas antes do início do GP dos Estados Unidos, a notícia de que a Ferrari estava estudando a possibilidade de trocar o câmbio de Felipe Massa para jogar Fernando Alonso, e o brasileiro, para o lado limpo da pista começou a circular nas redes sociais. O boato se transformou em verdade e Massa caiu da sexta para a 11ª colocação, e jogou o espanhol para sétimo, o que ajudou na disputa pelo título, já que ele acabou a prova apenas atrás de Lewis Hamilton e de Sebastian Vettel e levou a disputa do título para o GP do Brasil, última prova do campeonato.

Apesar de a mudança ter favorecido Alonso e não ter prejudicado Massa, já que ele acabou a prova na quarta colocação, o brasileiro não gostou nada da opção da equipe e reclamou bastante após o final da corrida. Para Stefano Domenicali, chefe da Ferrari, a decisão tomada foi correta, dentro do regulamento e não viu problema algum nisso.

Stefano Domenicali acredita que decisão em punir Massa no grid para favorecer Alonso foi correta (Foto: Ferrari)

“Eu prefiro ser totalmente transparente, porque é algo que você pode simular facilmente se quiser. Mas eu senti que era correto dizer a verdade. Este é o nosso estilo, é o meu estilo”, disse Domenicali. “É algo que temos a responsabilidade de fazer e nós sabíamos que a diferença de aderência dos dois lados [da pista] era muito alta. E sabíamos que, para estar na luta no Brasil, era importante ter Alonso na frente nas primeiras voltas, caso contrário, o campeonato teria quase terminado”, falou.

“No final do dia, acho que foi a coisa certa a se fazer. Quando você trabalha na equipe Ferrari, sabe que o time é o centro das decisões e os pilotos respeitam. Tenho que agradecer Felipe por isso”, completou.

Apesar da chateação de Massa, Domenicali diz que o brasileiro entendeu a decisão da equipe e confirmou que pensou na possibilidade de a Red Bull fazer o mesmo com Mark Webber – o que foi cogitado, mas não aconteceu. “Eu acho que ele [Massa]. Expliquei-lhe a decisão. Tenho que dizer que, se outro chefe de equipe falar que não fizemos a escolha certa, ele está mentindo para você”, falou.

“Por isso [a possibilidade da mudança de Webber], esperamos até o último momento para fazer isso. Isso faz parte das coisas que você tem que decidir. Isso faz parte do jogo”, completou.

Perguntado se não pensou que a manobra iria prejudicar ou ajudar outros pilotos, o dirigente foi sincero e disse que não. “Para ser honesto, não. Digo a verdade. Se eu falar o contrário, você não iria acreditar em mim, por isso digo não”, finalizou.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube