Chefe da Ferrari evita comparações entre Vettel e Räikkönen, mas brinca: “Seb é calmo e Kimi só reclama”

Maurizio Arrivabene, chefe da Ferrari, se recusou a fazer uma comparação de performances entre seus dois pilotos e apenas disse que, enquanto Sebastian Vettel é calmo, Kimi Räikkönen “só reclama”

Chefe da Ferrari, Maurizio Arrivabene esclareceu que não houve qualquer problema com o carro de Kimi Räikkönen durante o GP de Cingapura, realizado neste domingo (20), apesar das muitas queixas do piloto
 
Embora tenha sido o terceiro colocado, o finlandês reclamou do rendimento de sua SF15-T e disse sofreu com o desgaste excessivo dos pneus. Por outro lado, o colega Sebastian Vettel conquistou a vitória em Marina Bay, a terceira da equipe italiana em 2015.
Dupla da Ferrari comemora pódio (Foto: AP)
Ao comentar as declarações de Räikkönen, Arrivabene brincou: "Kimi está sempre reclamando!". "Não havia nenhum problema. São apenas comentários normais quando os eles estão tentando ajustar o carro, a diferença é que Sebastian é calmo e Kimi está gritando, nada especial", explicou o dirigente.
 
Questionado sobre a grande diferença de performance entre seus dois pilotos em um fim de semana em que a Ferrari foi a equipe mais competitiva do grid, Arrivabene se recusou a fazer qualquer tipo de comparação entre ambos. "Em Monza, Kimi foi muito, muito forte. E aqui foi Vettel", falou.
 
"Sebastian simplesmente ama essa pista e sempre teve um desempenho forte aqui. Particularmente, eu não quero fazer comparações entre os nossos pilotos. Os dois foram ao pódio, e isso, para mim, já é o suficiente", completou o italiano.
 
Com a vitória, Vettel se aproximou do vice-líder do Mundial, Nico Rosberg, e agora está a apenas oito pontos do rival. Räikkönen, por sua vez, pulou para o quarto posto.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube