Chefe da Force India minimiza rumores sobre Ferrari e confia em renovar contrato com Pérez para 2017

Se depender da Force India, Sergio Pérez vai continuar na equipe em 2017. O time de Silverstone almeja manter a forte e equilibrada dupla com o mexicano e Nico Hülkenberg para se garantir no top-5 do Mundial de Construtores, deixando para trás a Toro Rosso e com a meta de chegar mais perto da Williams

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

Sergio Pérez está na Force India desde a temporada 2014. De lá para cá, o mexicano de Guadalajara vem conquistando resultados mais expressivos que seu companheiro de equipe, o badalado Nico Hülkenberg. ‘Checo’ faturou três pódios pelo time de Silverstone, um por ano até o momento: foi terceiro lugar no GP do Bahrein de 2014, no GP da Rússia de 2015 e, por último, no GP de Mônaco deste ano. A performance positiva de Pérez começa a suscitar rumores até mesmo de uma eventual transferência para a Ferrari.
 
Bob Fernley, chefe adjunto da Force India, não está lá tão preocupado sobre os rumores, mas deixou claro sua intenção de manter Pérez na equipe em 2017. O mexicano ainda não tem contrato para o ano que vem, enquanto o vínculo de Hülkenberg com o time anglo-indiano vai até o fim da próxima temporada.
Feliz da vida com Sergio Pérez, a Force India planeja mantê-lo para 2017 (Foto: Force India)
“Isso é um elogio a ’Checo’, e o grande trabalho faz com que ele receba o interesse de quem está por perto. Não vou entrar em detalhes sobre seu contrato, mas tenho certeza que vamos ter os mesmos dois pilotos para o ano que vem, de modo que não estou preocupado”, declarou o dirigente em entrevista à revista britânica ‘Autosport’.
 
Fernley destacou o duo Pérez-Hülkenberg pela consistência, equilíbrio e bons resultados. Foi graças aos seus pilotos, bem como ao bom carro e ao poderoso motor Mercedes que a Force India assegurou seu melhor resultado na história ao faturar o quinto lugar no Mundial de Construtores no ano passado. A meta do time de Silverstone é manter a colocação em 2016.
 
“A consistência que Nico e ‘Checo’ mostraram nos últimos dois anos nos ajudaram enormemente e seria bom para nós ter a mesma consistência com o novo chassi no ano que vem. Temos dois superpilotos que trabalham bem juntos, que estão unidos com a equipe, que têm sucesso, então por que mudar? Nunca se sabe, as influências externas podem sempre jogar contra e só temos de esperar que tudo aconteça bem, mas tenho certeza que continuaremos com os mesmos”, garantiu.
 

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

“O mais importante é ficar longe da Toro Rosso, que está atrás de nós, de modo que temos de garantir o quinto lugar de maneira sólida e espero que possamos usar isso como um trampolim para o ano que vem. Depois de um começo difícil de temporada, estamos buscando avançar nos pontos. Temos um plano de trabalho que nos levará ao posto que queremos estar, mas Mônaco foi incrível, nos deu a chance de avançar”, destacou o britânico, fazendo menção ao pódio de Pérez e ao sexto lugar de Hülkenberg no Principado.

 
Quanto aos objetivos da equipe, o principal, segundo Fernley, é seguir em quinto, mas sonhando em alcançar a equipe quarta colocada. “Vamos lutar para garantir o quinto lugar, mas a Williams não está fora da nossa alça de mira. Quanto à McLaren, não está no nosso radar no momento, mas acho que no ano que vem eles vão ser fortes”, finalizou o chefe da Force India.
PADDOCK GP #33 ANALISA GP DO CANADÁ E FAZ PRÉVIA DO GP DA EUROPA

.embed-container { position: relative; padding-bottom: 56.25%; height: 0; overflow: hidden; max-width: 100%; } .embed-container iframe, .embed-container object, .embed-container embed { position: absolute; top: 0; left: 0; width: 100%; height: 100%; }

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “8352893793”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 250;

fechar

function crt(t){for(var e=document.getElementById(“crt_ftr”).children,n=0;n80?c:void 0}function rs(t){t++,450>t&&setTimeout(function(){var e=crt(“cto_ifr”);if(e){var n=e.width?e.width:e;n=n.toString().indexOf(“px”)

var zoneid = (parent.window.top.innerWidth document.MAX_ct0 = '';
var m3_u = (location.protocol == 'https:' ? 'https://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?' : 'http://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?');
var m3_r = Math.floor(Math.random() * 99999999999);
document.write("”);

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube