F1

Chefe da Haas cobra foco da F1 em mudanças mesmo após boas corridas

Quatro corridas boas não significa que está tudo certo na Fórmula 1. O alerta é de Guenther Steiner, chefe da Haas, que quer manter o foco em como melhorar a qualidade do campeonato. O dirigente critica postura reativa após provas ruins

Grande Prêmio / Redação GP, de Porto Alegre
O bom momento da Fórmula 1, com corridas que caíram no gosto do público, pode virar distração na busca por soluções a problemas. O alerta é de Guenther Steiner, que não aproveita a sequência positiva para defender que está tudo bem novamente: de acordo com o dirigente, chefe da Haas, é hora de seguir trabalhando em cima do conjunto de regras de 2021 para ter um regulamento que permita ainda mais corridas boas.
 
“Você precisa ser cauteloso depois de ter bons espetáculos, e não esquecer que nós não queremos acabar com isso”, disse Steiner. “Só que precisamos melhorar as coisas no geral. Você sabe, a competitividade do grid, porque na minha opinião esse pode ser o esporte mais empolgante do mundo e nós não podemos esquecer isso. Não é porque tivemos quatro boas corridas que tudo está bem agora”, seguiu.
A F1 vive bom momento, mas a Haas não quer perder o foco em melhoras (Foto: Haas)
“Alguém tem um orçamento bilionário e está vivendo no mundo dos sonhos. Nós tivemos quatro das boas, mas sempre há o risco de ter quatro ruins, e aí reclamamos. Nós somos muito reativos. Acho que precisamos manter um cenário mais amplo em mente. Sim, tivemos quatro corridas boas, obrigado, mas queremos 21 ou 22 assim. É isso que eu faria. Ter todas boas e trabalhar nessa direção”, opinou.
 
Os bons GPs citados por Steiner são os da Áustria, da Inglaterra, da Alemanha e da Hungria. Por motivos diversos, as provas apagaram a sensação ruim deixada pelo primeiro terço da temporada, quando o domínio da Mercedes impediu disputas mais animadas.
 
A grande chance de mudança é o regulamento de 2021, que segue em fase de estudo. Uma das propostas, amplamente defendida pela Haas, é o teto orçamentário. Steiner pensa que esse é o grande método para aproximar o rendimento das equipes, trazer mais competitividade e ter melhores corridas.
 
A próxima etapa da F1 é o GP da Bélgica, em 1º de setembro.


Paddockast #28
INTERROGANDO Flavio Gomes: O Boto do Reno


Ouça: Spotify | iTunes | Android | playerFM

Apoie o GRANDE PRÊMIO: garanta o futuro do nosso jornalismo

O GRANDE PRÊMIO é a maior mídia digital de esporte a motor do Brasil, na América Latina e em Língua Portuguesa, editorialmente independente. Nossa grande equipe produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente, e não só na internet: uma das nossas atuações está na realização de eventos, como a Copa GP de Kart. Assim, seu apoio é sempre importante.

Assine o GRANDE PREMIUM: veja os planos e o que oferecem, tenha à disposição uma série de benefícios e experiências exclusivas, e faça parte de um grupo especial, a Scuderia GP, com debate em alto nível.