Chefe da Lotus acredita que vitória de Räikkönen pode ajudar equipe a reforçar finanças

Éric Boullier destacou a evolução da Lotus na temporada e deixou claro que espera muito mais para 2013. A expectativa do dirigente francês é que o triunfo de Kimi Räikkönen em Abu Dhabi ajude na conquista de mais patrocinadores visando a próxima temporada

A Lotus deu um salto de qualidade enorme nesta temporada. Outrora relegada à quinta força do grid, nos tempos em que ainda se chamava Renault, a equipe sediada em Enstone começou sua revolução no fim do ano passado, quando anunciou Kimi Räikkönen e Romain Grosjean como titulares para 2012. E graças ao ótimo E20, os bons resultados não tardaram a chegar. Ao todo, o time foi ao pódio em dez oportunidades, sendo três com Grosjean e quatro com Kimi, vencedor do épico GP de Abu Dhabi, no último domingo (6).

Dessa forma, a Lotus pulou de quinta para quarta força do grid, desbancando a poderosa e endinheirada Mercedes. A escuderia aurinegra ainda tem chances de superar a McLaren e terminar o Mundial de Construtores em terceiro lugar, uma vez que a diferença para o time de Lewis Hamilton e Jenson Button é de apenas 30 pontos. Seria uma façanha, de fato.

Boullier acredita que a Lotus terá bom reforço de caixa para o Mundial de 2013 (Foto: Lotus F1/LAT Photographic)

Éric Boullier, chefe de equipe da Lotus, entende que todos os bons resultados conquistados ao longo desta temporada serão fundamentais para reforçar o caixa da equipe, e assim, converter os investimentos em melhor performance já na próxima temporada. “Há muitas coisas necessárias para [a Lotus] ser uma equipe de ponta. Já mostramos ao mundo que somos sérios, o que podemos oferecer, e isso deve ajudar nas questões comerciais”, declarou o dirigente francês em entrevista ao canal britânico Sky Sports.

Antes do GP de Abu Dhabi, rumores na mídia europeia sugeriram uma crise financeira no Genii Capital, empresa de Gerard López, proprietário da Lotus. Contudo, Boullier disse que tudo não passa de especulação, mas, ao mesmo tempo, admitiu que a vitória de Kimi em Marina de Yas foi decisiva para aumentar o potencial financeiro da escuderia.

Boullier, entretanto, fez uma ponderação. Não basta só dinheiro para fazer um time capaz de lutar por vitórias e títulos. “Para construir uma equipe, um time vencedor, também é preciso mais experiência e tempo, já que a equipe é, de certa forma, nova, com dois novos pilotos. Aprendemos neste ano a trabalhar todos juntos, com nossos pilotos, e tivemos nossos altos e baixos”, reconheceu.

O dirigente francês rasgou elogios a Räikkönen e deixou claro que espera o mesmo de Grosjean, talvez indicando já uma renovação para 2013. “Mas nós podemos ver que Kimi se encontrou na classificação e na corrida, e Romain, ainda vamos ver. Estamos em uma curva ascendente neste ano, mas agora há um crédito extra e motivação no que estamos fazendo e no que somos capazes de fazer”, concluiu o satisfeito comandante da Lotus.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube