Chefe da Lotus aposta na permanência de Räikkönen em 2013: “Aqui ele pode ser o número 1”

Éric Boullier minimizou os rumores de um possível retorno de Kimi Räikkönen para a Ferrari na próxima temporada e acredita que poderá mantê-lo junto com Romain Grosjean em 2013. Stefano Domenicali, por sua vez, desconversou sobre o assunto

Dentro da pista, o GP da Hungria foi disparado o mais sonolento e monótono da temporada. Fora dela, um rumor envolvendo Kimi Räikkönen, Felipe Massa e a Ferrari sacudiu o paddock da F1. No último domingo (29), a revista britânica ‘Autosport’ noticiou que a escuderia de Maranello analisa a possibilidade do retorno do finlandês na próxima temporada como substituto do brasileiro, que não vive boa fase e está em seu último ano de contrato. Contudo, Kimi tem contrato com a Lotus até o fim de 2013, e Éric Boullier deixou claro que não quer perder os serviços do campeão do mundo em 2007 para a rival italiana.

Durante entrevista coletiva concedida logo após o GP da Hungria, Boullier, empolgado com o desempenho de Räikkönen e de Romain Grosjean, segundo e terceiro colocados, respectivamente, deixou claro que não quer abrir mão da dupla para a próxima temporada. “É bom que a Ferrari esteja nos jornais, mas não sei se Kimi tem planos de voltar para a Ferrari. Definitivamente, não há razão para eles deixarem [a equipe]”, avaliou.

Boullier avisou que pretende manter Kimi e Grosjean para 2013 (Foto: Lotus F1/LAT Photographic)

“Acredito que Kimi está feliz aqui e não acredito que sua experiência com a Ferrari tenha sido a melhor de todas. Temos um contrato de dois anos com Kimi, mas, como todo acordo, sempre há exceções”, salientou Boullier, indicando que não fará nenhuma guerra de bastidor caso Räikkönen queira deixar Enstone.

Sagaz, o chefe de equipe da Lotus considerou o fato de que, indo para a Ferrari, Räikkönen chegaria como segundo piloto, num papel semelhante ao de Massa atualmente, já que Fernando Alonso é declaradamente o número 1 do time de Maranello e tem praticamente toda a atenção para si. “Estar com Grosjean é muito mais fácil do que com Alonso. Não poderia entender por que Kimi queria ser segundo piloto da Ferrari quando aqui ele tem a opção de ser o número 1”, acrescentou.

Por sua vez, Stefano Domenicali, comandante da Ferrari, minimizou os rumores sobre uma eventual volta de Kimi e disse que não há pressa para definir o companheiro de Alonso na próxima temporada. O dirigente italiano avisou, no entanto, que Massa segue prestigiado, apesar de estar fazendo o seu Mundial mais irregular correndo pela escuderia de Maranello.

“Kimi foi campeão do mundo conosco e vi a especulação na mídia, mas não há nada mais do que isso. Posso confirmar o que eu disse na semana passada. Basicamente, nós não estamos em uma corrida para tomar uma decisão ou anunciar algo porque queremos ter nossa hora”, comentou Domenicali, também em entrevista coletiva em Budapeste.

“Estamos ao lado de Felipe e queremos protegê-lo, isso é o que importa para este campeonato. Portanto, não há nada para informar”, garantiu o dirigente, tranquilo quanto ao futuro da equipe. “Não há pressa da nossa decisão e nenhuma informação que eu posso te dar agora, mas acho que os pilotos que você mencionou têm contratos com outras equipes, não estamos com pressa”, concluiu.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube