F1

Chefe da McLaren elogia organização interna e se vê no caminho de repetir Mercedes: “É o que noto aqui”

Zak Brown, diretor-executivo da McLaren, sabe que tem realidade muito distinta da Mercedes – por enquanto. O dirigente, mesmo assim, vê os britânicos já com nível de organização interna semelhante ao visto na equipe alemã

Grande Prêmio / Redação GP, de Berlim
McLaren e Mercedes vivem realidades distintas na Fórmula 1, mas o diretor-executivo Zak Brown começa a notar um ponto em comum. De acordo com Brown, a equipe britânica reencontrou o rumo em termos de organização interna – passo considerado base para o sucesso da escuderia alemã no automobilismo.
 
A afirmação de Brown vem justamente no momento da chegada de Andreas Seidl ao posto de diretor-geral após passagem de sucesso pelo programa da Porsche no Mundial de Endurance. O reforço é visto como um novo passo na tão deseja reestruturação interna.
 
“Se você olhar para coisas como os testes de inverno, eu fiquei muito feliz por ver que fomos a primeira equipe na pista em sete dos oito dias”, disse Brown. “Quando tivemos problemas, voltamos para ser a próxima equipe na pista. Tivemos pits bons pra valer e também tivemos avanços técnicos. Isso é tudo uma questão de trabalho em equipe e foco. É uma vibe muito positiva”, continuou.
A McLaren está feliz com o bom momento na F1 (Foto: McLaren)
“A principal coisa que percebi é que todo mundo tem noção clara de seu papel, todo mundo está motivado, todo mundo está trabalhando bem em grupo. É por isso que você vê coisas como bons pits e bom preparo. Andreas [Seidl] só vai trazer um novo nível de clareza aos papeis, às responsabilidades e ao foco”, destacou.
 
“Se você olhar para a Mercedes vencendo cada corrida, é verdade que eles estão com um ótimo orçamento, mas eles também são uma equipe fenomenalmente bem administrada. Eles conseguem fazer [bons] pits, eles fazem acontecer. Eles não parecem ter fins de semana ruins, é uma equipe ótima. É o que estou começando a ver aqui. O Andreas vai ajudar isso a ser ainda melhor”, apontou.
 
Enquanto a McLaren não chega de fato ao nível da Mercedes, a briga é no pelotão intermediário. A equipe aparece em quarto, atrás somente das atuais equipes de ponta da F1 – incluindo também Ferrari e Red Bull.
 
Apoie o GRANDE PRÊMIO: garanta o futuro do nosso jornalismo

O GRANDE PRÊMIO é a maior mídia digital de esporte a motor do Brasil, na América Latina e em Língua Portuguesa, editorialmente independente. Nossa grande equipe produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente, e não só na internet: uma das nossas atuações está na realização de eventos, como a Copa GP de Kart. Assim, seu apoio é sempre importante.

Assine o GRANDE PREMIUM: veja os planos e o que oferecem, tenha à disposição uma série de benefícios e experências exclusivas, e faça parte de um grupo especial, a Scuderia GP, com debate em alto nível.