Chefe da Mercedes destaca “espírito analítico” de Rosberg e compara com Prost: “Pode chamar de Professor”

O método de trabalho de Nico Rosberg pode ser comparado ao estilo que o tetracampeão Alain Prost tinha, segundo Toto Wolff, chefe da Mercedes. Já em Lewis Hamilton, destaca-se o instinto e a astúcia

O “espírito analítico” de Nico Rosberg pode ser comparado ao estilo que tinha o tetracampeão Alain Prost. A opinião é de Toto Wolff, chefe da Mercedes, que ainda destacou a força de vontade e a concentração do atual vice-campeão mundial.
 
Rosberg já venceu três vezes na temporada 2015 da F1 e está na vice-liderança do campeonato, 17 pontos atrás do bicampeão Lewis Hamilton.
 
A declaração foi dada em uma entrevista ao site oficial da F1, no contexto de que Wolff foi perguntado a respeito das características que teria o seu piloto ideal. 
 
“Nunca fui fã de um piloto em particular. Eu ‘montei’ meu próprio piloto: peguei a paixão e o foco de um Ayrton Senna, a resistência de um Nigel Mansell, a dedicação e a disciplina de um Niki Lauda e o intelecto estratégico de um Alain Prost”, destacou.
Rosberg tem um "espírito analítico", segundo Toto Wolff (Foto: AP)
Dos seus pilotos atuais, ressaltou em Lewis, “o instinto e a astúcia”, e, em Nico, em Rosberg “a força de vontade, o foco”, além do “espírito analítico” que Prost também tinha.
 
“Ele foi chave para a ascensão da equipe. Sim, pode chamar de Professor Rosberg!”, afirmou Toto.
 
Ainda a respeito do alemão, Wolff falou também da reação que ele teve após começar mal o ano e terminar atrás de Hamilton nas quatro primeiras corridas. “A equipe é muito neutra com os dois pilotos. Essa é a filosofia com a qual operamos. Mas cada vez que alguém me diz que Nico está ‘morto’, eu respondo para não descartá-lo. Ele é mentalmente forte e também muito talentoso”, elogiou.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube