F1

Chefe da Mercedes lembra empenho de 2018, mas prevê que “este ano será ainda mais duro” na F1

Toto Wolff lembrou que a Mercedes precisou trabalhar duro para fazer frente à Ferrari em 2018, mas previu que o campeonato deste ano “será ainda mais duro”
Grande Prêmio / Redação GP, de São Paulo
GUIA 2019
🏁 F1 abre ano de briga de gigantes, coadjuvantes de luxo e grid jovem
🏁 F1 reformula regras para resolver velho dilema da falta de ultrapassagens
🏁 Hamilton busca perfeição em 'temporada mais difícil' para colar em Schumacher
🏁 Atrás de tirar Ferrari da fila, Vettel tenta se livrar do peso dos erros em ano decisivo
🏁 Mudanças, revanche e carros diferentes: como Mercedes e Ferrari retomam duelo
🏁 Red Bull busca renascimento com aposta na Honda e na liderança de Verstappen
🏁 Reforçada com Ricciardo, Renault destoa em pelotão do meio ainda mais parelho
🏁 Sem Alonso e mais jovem, McLaren reforça área técnica para limar falhas

🏁 Williams começa temporada cercada de dificuldades e dúvidas sobre futuro

Chefe da Mercedes, Toto Wolff não está esperando facilidades no 2019 da F1. O dirigente considera que a nova temporada será “ainda mais dura” do que a passada.
 
Ao longo da pré-temporada, a Ferrari apareceu forte e se destacou com sua SF90. A Mercedes, porém, parece não ter demonstrado todo o potencial de sua ‘Flecha de Prata’ e, assim, o GP da Austrália chega como a ‘prova dos nove’ da ordem de forças da F1.
Toto Wolff espera um ano difícil pela frente (Foto: Xavi Bonilla/Grande Prêmio)
Na temporada 2018, a Ferrari também apareceu forte, mas acabou escorregando ao longo do ano e facilitando o crescimento da Mercedes. Assim, Lewis Hamilton alcançou o pentacampeonato e a fábrica germânica levou mais uma vez o título do Mundial de Construtores.
 
“No ano passado, nós tivemos de dar absolutamente tudo para sair no topo”, recordou Wolff. “Pelo que aprendemos até aqui, este ano será ainda mais duro”, ponderou. 
 
“Julgando pela performance em Barcelona, parece que teremos uma luta de verdade nas mãos em Melbourne”, continuou.