Chefe da Mercedes mantém desenvolvimento do W03, mas já trabalha no projeto do carro de 2013

Ross Brawn disse que não deseja sacrificar a Flecha de Prata de 2012 e deseja ter um “desempenho respeitável” para o restante da temporada, mas não escondeu que já trabalha na construção do futuro carro de Lewis Hamilton e Nico Rosberg

Depois de um começo de temporada bastante animador, graças, principalmente, à vitória de Nico Rosberg no GP da China, a Mercedes foi uma equipe bastante irregular durante praticamente todo o campeonato. Nas últimas quatro corridas (Itália, Cingapura, Japão e Coreia do Sul), a escuderia alemã somou 24 pontos, enquanto a Sauber, em franca evolução, acumulou 36. Ainda assim, Ross Brawn disse que não pretende abrir mão do desenvolvimento do W03 para as quatro etapas finais do Mundial. Entretanto, boa parte das atenções da Mercedes está voltada para o projeto do novo carro de Nico Rosberg e Lewis Hamilton.

Chefe de equipe da Mercedes, Brawn pretende trabalhar para deixar a Mercedes, pelo menos, na quinta posição do Mundial de Construtores. O que, por si só, é um retrocesso, visto que na temporada passada o time prateado terminou em quarto. Neste ano, contudo, a Lotus evoluiu consideravelmente e tomou o quarto posto da equipe de Brackley, e o quinto lugar está ameaçado pela Sauber, que está 20 pontos atrás na classificação.

Brawn garantiu o desenvolvimento do W03 até o fim do ano, mas já mira 2013 (Foto: Red Bull/Getty Images)

Ainda assim, Brawn acredita que a melhor decisão é trabalhar em duas frentes: seguir no desenvolvimento de atualizações para o W03. Atualizações essas que estão sendo testadas visando, principalmente, o sucessor do carro deste ano.

“Acho que nós precisamos de uma abordagem equilibrada”, comentou o dirigente britânico em entrevista concedida ao site da revista ‘Autosport’.

“Nossa equipe de chassi está desenhando o carro do próximo ano, e há determinadas situações que eles querem confirmar. As mudanças aerodinâmicas que você viu na sexta-feira pela manhã na Coreia, com a asa traseira [o duplo DRS], são, principalmente, para o ano que vem. Então há uma mistura”, disse o comandante da Mercedes, sem abrir mão da atual temporada.

“Não queremos sacrificar o restante do ano enquanto trabalhamos para o próximo, mas há um forte aspecto para olhar para 2013”, ponderou. “Em Suzuka, nós tivemos dois tipos diferentes de geometria de suspensão traseira, tivemos outras diferenças fundamentais. Por isso estamos conectando essas coisas no programa. Mas ainda quero ter um desempenho respeitável para o restante do ano”, garantiu.

Otimista, Brawn acredita que o W03 poderá ter um desempenho aceitável nas próximas corridas do Mundial (Índia, Abu Dhabi, Estados Unidos e Brasil). “Acho que essas pistas todas a seguir, ainda que não saibamos nada sobre Austin, vão se adequar à natureza do nosso carro”, comentou o dirigente, de olho em 2013. “Ainda há algumas coisas que nós queremos testar com o carro nas últimas quatro corridas, principalmente para o ano que vem”, finalizou.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube