Chefe da Mercedes prevê Red Bull “muito mais forte” com Pérez na temporada 2021

Toto Wolff acredita que a Red Bull vai ser uma concorrente mais dura para a Mercedes na disputa pelo título do Mundial de Construtores com a chegada de Sergio Pérez à escuderia dos energéticos e aposta também que a temporada 2021 será interessante porque a Honda vai dar tudo para buscar o título antes de sair de cena da Fórmula 1 ao fim do campeonato

A Red Bull trouxe Sergio Pérez para o lugar de Alexander Albon para a temporada 2021 da Fórmula 1. A principal meta da equipe baseada em Milton Keynes, agora com a chegada do mexicano, é ser uma concorrente real contra a Mercedes na luta pelo título do Mundial de Construtores, uma vez que tende a contar com dois pilotos mais fortes em seus carros. E na visão de Toto Wolff, chefe da Mercedes, a escuderia dos energéticos vai ter mais condições de lutar, sendo verdadeiramente uma adversária mais forte neste novo ano da Fórmula 1.

Em entrevista à emissora austríaca ORF, Wolff ressaltou o prestígio que tem pelo piloto nascido em Guadalajara, que venceu pela primeira vez na Fórmula 1 no ano passado ao levar a Racing Point — hoje Aston Martin — ao topo do pódio no GP de Sakhir, em 6 de dezembro.

“Definitivamente, acho que a Red Bull, com Pérez, vai ser um adversário muito mais forte em termos do campeonato de Construtores. Acho que Sergio vai ser muito forte. E também vai ser interessante ver como Pérez vai se sair contra Verstappen. É um novo adversário”, ressaltou o ex-piloto, diretor-esportivo, chefe de equipe e também acionista da Mercedes.

SERGIO PÉREZ; RED BULL; F1; FÓRMULA 1 2021;
Sergio Pérez traz mais força à Red Bull para a temporada 2021 da F1 (Foto: Getty Images/Red Bull Content Pool)

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

Na visão de Wolff, somente a Red Bull vai trazer algo verdadeiramente diferente em 2021. Não apenas com a chegada de Pérez, mas também com a expectativa de que a Honda desenvolva um motor ainda melhor e capaz de levar a Red Bull a mais vitórias nesta nova temporada.

“Fora isso, é uma temporada com os mesmos carros do ano passado. Acho que a Honda realmente vai pisar fundo para lutar pelo título no seu último ano como fornecedora. É por isso que vai ser bastante interessante”, comentou.

Segundo Helmut Marko, consultor da Red Bull, a perspectiva de fortalecer a Red Bull ao ter um piloto mais experiente que Albon no segundo carro foi um dos fatores que levaram a equipe a decidir por Pérez.

“Nosso objetivo é conquistar o título mundial, como aconteceu anos atrás. Para isso, precisamos de dois carros que possam lutar na parte da frente, é sobre estratégia. Pérez está mais em forma do que nunca. Com Alex Albon, no entanto, houve altos e baixos, de modo que tivemos de tomar uma decisão”, explicou Marko.

“Se queremos buscar o título dos Construtores, precisamos ter um homem forte no segundo carro”, salientou.

Sobre a Mercedes, Marko espera que ‘Checo’ compartilhe seu conhecimento sobre as unidades motrizes alemãs. “Sergio traz muito conhecimento sobre a Mercedes. Quando eles [Racing Point] encerraram o contrato com ele, naturalmente que ele passou a observar muito atentamente o que a Mercedes faz. Espero muitas informações da parte dele”.

O consultor da Red Bull destacou um dos pontos fortes mais conhecidos de Sergio. “Pérez tem uma gestão dos pneus que é incrível. Seus dez anos de experiência são uma vantagem”.

Por fim, Marko lembrou que não fazia sentido, para uma equipe como a Red Bull, ter somente um piloto entre os ponteiros, como foi o caso de Max Verstappen nos últimos anos, enquanto o segundo carro poucas vezes lutou efetivamente pelo pódio, como foi com Pierre Gasly no começo do ano passado e com Albon no último ano e meio.

“Foi uma negociação de contrato relativamente curta, é um acordo de um ano. Podemos intervir se ele receber outras ofertas. O pano de fundo é: desde que Max está conosco, com exceção de [Daniel] Ricciardo, o segundo carro sempre está atrás. Também é algo que vai contra a nossa filosofia. Até agora, quase sempre tivemos pilotos do nosso programa”, concluiu.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube