Chefe da Mercedes revela discussão em 2016 que evitou “divórcio” com Hamilton

Toto Wolff precisou de algumas horas de conversa na cozinha durante a festa de Natal da Mercedes em 2016 para convencer Lewis Hamilton a permanecer na equipe após 'treta' com Nico Rosberg

GUIA DA FÓRMULA 1 2022: TEMPORADA DE REVOLUÇÃO E TORCIDA POR NOVO VERSTAPPEN X HAMILTON

O casamento entre Lewis Hamilton e Mercedes é, certamente, um dos mais vitoriosos e recompensadores de toda a história da Fórmula 1. Desde 2013 na equipe alemã, o britânico venceu seis de seus sete títulos pelas flechas de prata, além de garantir que a equipe triunfasse em absolutamente todos os Mundiais de Construtores da Era Híbrida até aqui — oito anos, oito títulos. No entanto, Toto Wolff revelou que a união quase terminou em divórcio.

Sem dúvidas, o ano mais tenso para Hamilton internamente foi o de 2016. Na ocasião, uma rivalidade ferrenha com o ex-amigo de infância Nico Rosberg azedou completamente a relação entre os dois. Vitorioso nos dois anos anteriores, Lewis viu o alemão conquistar seu único título mundial ao final daquele ano — e se retirar das pistas logo depois.

Chefe da Mercedes, Wolff revelou que a relação de Hamilton com a equipe ficou estremecida naquele ano, e uma conversa na cozinha da casa do dirigente durante as festividades de Natal foi responsável por ‘colocar os pingos nos is’ e permitir que a parceria continuasse.

Lewis Hamilton e Nico Rosberg viveram rivalidade explosiva na Mercedes (Foto: Mercedes)

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2

“Nós nos encontramos relutantemente na festa de Natal da Mercedes na minha casa, em Oxfordshire, em dezembro daquele ano”, revelou Wolff ao jornal britânico The Times. “E eu lhe disse que precisávamos decidir se queríamos trabalhar juntos ou não. ‘Você quer vencer como piloto, e eu como equipe’, disse a ele”, prosseguiu.

Um dos grandes pontos de ruptura entre os parceiros de equipe aconteceu no GP da Áustria de 2016, quando Hamilton ia ultrapassando Rosberg e o alemão espalhou na curva, fazendo com que fosse acertado pelo carro #44. O movimento enfureceu o britânico, que ainda assim conseguiu assegurar a vitória.

Wolff reconheceu que nem sempre é possível obter uma concordância entre equipe e piloto, mas que para que uma relação vencedora pudesse ser construída, as partes precisariam aprender a se entender. “Às vezes, nossos objetivos vão ser um pouco diferentes e levar a um conflito, e precisamos decidir se conseguiremos encarar essa situação”, comentou.

TOTO WOLFF; VALTTERI BOTTAS; LEWIS HAMILTON; F1; MERCEDES; ARÁBIA SAUDITA;
Valtteri Bottas, Toto Wolff e Lewis Hamilton formaram parceria por cinco anos consecutivos (Foto: Mercedes)

O chefe da Mercedes revelou inclusive uma analogia que fez na conversa com Hamilton em relação ao próprio casamento, de modo a convencer o piloto de que uma ruptura entre as partes poderia não ser a melhor opção naquele momento.

“Estávamos na minha cozinha”, continuou Wolff. “Eu disse a ele — e Susie [Wolff, sua esposa] não gosta dessa analogia — que mesmo quando eu e Susie tínhamos uma discordância sobre alguma coisa, o divórcio nunca era uma opção. ‘E é a mesma coisa com você, Lewis’, eu disse a ele. ‘Eu não quero um divórcio, você é o melhor piloto. Quero você no carro e queremos te dar o melhor carro possível'”, revelou o austríaco.

Por fim, Wolff disse que a longa conversa acabou sendo produtiva no final, já que a relação entre as partes evoluiu de apenas profissional para algo mais próximo. A partir de 2017, Hamilton passou a ter Valtteri Bottas como parceiro, naquela que — nas palavras do próprio britânico — foi a parceria mais tranquila que já teve na F1. Em 2022, será a vez de George Russell ocupar o posto.

“Nós entramos nessa discussão sem concordar, e depois de quatro ou cinco horas na cozinha, nos encontramos em um nível totalmente diferente”, explicou. “Uma relação puramente profissional se tornou pessoal. Ele é um amigo. Isso não significa que a gente não discuta mais, mas agora o sucesso de Lewis é o sucesso do time e vice-versa”, encerrou.

Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar