Chefe da Mercedes vê GP de Cingapura como chance de apagar rara má impressão em 2015

Em meio ao domínio imposto durante toda a temporada passada, a Mercedes só não venceu três corridas: na Malásia, a estratégia da Ferrari falou mais alto; na Hungria, uma corrida louca ajudou Sebastian Vettel a alcançar novo triunfo. Mas no GP de Cingapura, a escuderia prateada esteve irreconhecível e foi mal em todo o fim de semana em Marina Bay

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

A Mercedes viveu em 2015 um fim de semana totalmente ‘fora da curva’ em Cingapura. De forma bem diferente da normalidade, a escuderia alemã passou longe não só da pole-position, mas também da vitória em Marina Bay, vendo assim o terceiro triunfo da Ferrari de Sebastian Vettel na temporada. Na hora, ninguém soube explicar a rara má impressão deixada pela Mercedes, que se recuperou e venceu todas as corridas restantes daquele ano.
 
A expectativa é que o GP de Cingapura possa equilibrar as forças, com a Red Bull e até mesmo a Ferrari andando mais próximas da Mercedes. Toto Wolff, chefe da escuderia de Brackley, vai chegar à cidade-estado disposto a deixar para trás a má impressão de 2015 e voltar a repetir a performance de dois anos atrás, quando Lewis Hamilton conquistou a vitória. Nico Rosberg abandonou aquela prova por conta de problemas elétricos.

window._ttf = window._ttf || [];
_ttf.push({
pid : 53280
,lang : “pt”
,slot : ‘.mhv-noticia .mhv-texto > div’
,format : “inread”
,minSlot : 1
,components : { mute: {delay :3}, skip: {delay :3} }
});

(function (d) {
var js, s = d.getElementsByTagName(‘script’)[0];
js = d.createElement(‘script’);
js.async = true;
js.src = ‘//cdn.teads.tv/media/format.js’;
s.parentNode.insertBefore(js, s);
})(window.document);

A Mercedes teve um raro fim de semana de fracasso em 2015 com o GP de Cingapura (Foto: AP)
“Tivemos algumas conclusões que nos ajudaram nas corridas seguintes e em toda a temporada. De modo que em Cingapura vamos comprovar se nossas suposições estavam certas. Não foi só uma coisa que deu errado, foram muitas juntas, e por isso tenho curiosidade em ver como vai ser em Cingapura”, afirmou Wolff em entrevista ao site ‘F1i.com’.
 
No fim das contas, a Mercedes luta pelo equilíbrio e para deixar disponível aos seus pilotos um carro que seja eficiente em todos os tipos de pista.
 
“É possível ver que, quando estamos no caminho certo, nosso carro é o melhor. São 21 corridas ao longo da temporada e devemos ter uma combinação de chassi-motor que funcione bem em média, em todas as partes”, comentou.
 

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

Wolff ainda citou o fato de outras equipes, como a Red Bull, desempenharem melhor ritmo em determinados tipos de pista. “Mas há equipes que rodam bem em circuitos como Cingapura, com uma carga aerodinâmica mais alta, mas não são competitivas em Monza. Então pode jogar o ‘jogo da culpa’ e dizer que o motor não é suficiente bom”.

 
“Mas se teu carro tem muita resistência ao ar, então não vai ter o equilíbrio necessário, então não dá para esperar que ele seja rápido nas retas. Trata-se de encontrar a melhor relação, e vamos ver o que vai acontecer em Cingapura”, concluiu.
PADDOCK GP #45 COMENTA FIM DE SEMANA COM F1, INDY, MOTOGP E WEC

.embed-container { position: relative; padding-bottom: 56.25%; height: 0; overflow: hidden; max-width: 100%; } .embed-container iframe, .embed-container object, .embed-container embed { position: absolute; top: 0; left: 0; width: 100%; height: 100%; }

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “8352893793”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 250;

fechar

function crt(t){for(var e=document.getElementById(“crt_ftr”).children,n=0;n80?c:void 0}function rs(t){t++,450>t&&setTimeout(function(){var e=crt(“cto_ifr”);if(e){var n=e.width?e.width:e;n=n.toString().indexOf(“px”)

var zoneid = (parent.window.top.innerWidth document.MAX_ct0 = '';
var m3_u = (location.protocol == 'https:' ? 'https://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?' : 'http://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?');
var m3_r = Math.floor(Math.random() * 99999999999);
document.write("”);

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube