F1

Chefe da Mercedes vê Hamilton cada vez melhor e chega à conclusão sobre qual o motivo: felicidade

Toto Wolff, chefe e diretor-executivo da Mercedes, tem a opinião de que Lewis Hamilton viveu o melhor ano da carreira em 2018, mas ainda tem mais a crescer. A chave do grande momento da vida de Lewis? É o fato dele estar feliz, segundo Wolff
Warm Up / Redação GP, do Rio de Janeiro
 Toto Wolff e Lewis Hamilton (Foto: Mercedes)
A temporada 2018 de Lewis Hamilton foi a melhor da carreira e terminou com o pentacampeonato. Em busca dos maiores recordes da F1, Hamilton segue crescendo. Segundo o diretor-executivo e chefe da Mercedes, Toto Wolff, um motivo em especial impulsiona essa crescente: Lewis está feliz.
 
De acordo com Wolff, o momento dele na F1, com a equipe trabalhando bem e sem animosidade como em outros tempos, a diversão na pista com batalhas reais contra pilotos de outras equipes e o sucesso na vida de homem da moda, formam um panorama irresistível para Hamilton.
 
"Ele está melhorando em todas as áreas. Está melhorando dentro da pista e fora da pista - a parceria dele com a Tommy Hilfiger está sendo um enorme sucesso. É uma das coleções de maior sucesso da marca", disse à revista inglesa 'Autosport'.
Lewis Hamilton fez a festa no GP da Espanha (Foto: Mercedes)
"Então ele está construindo um segundo pilar de atividade que já é mais que só um hobby. Desta forma, é mais um bloco para torná-lo um esportista completo", avaliou.
 
"Isso faz com que ele seja feliz. É como a questão do Kimi [Räikkönen]: é sobre ser feliz. Se você estiver feliz, tem bom desempenho", encerrou.
 
Pentacampeão e com 73 vitórias no currículo, Hamilton está a dois títulos e 18 vitórias de igualar os recordes de Michael Schumacher nos dois quesitos.