Chefe da Red Bull diz que compostos hipermacios vão criar “melhores corridas” na F1, mas que “ainda podem melhorar”

A gama de pneus foi aumentada para a nova temporada da F1, com a criação dos pneus hipermacios e superduros pela Pirelli. Para Christian Horner, ao menos os macios podem produzir melhores corridas na categoria

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “2258117790”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 600;

A nova composição de pneus criada pela Pirelli para a temporada 2018 da F1 ganhou mais um fã: Christian Horner, chefe da Red Bull – ao menos no que diz respeito aos compostos hipermacios, novidade testada em Abu Dhabi após a última corrida do campeonato que deu o tetracampeonato a Lewis Hamilton.

Para Horner, os pneus hipermacios, uma das novidades junto aos superduros, podem criar melhores corridas na categoria – algo que os fãs gostariam muito de ver.

"Só vejo isso como uma possibilidade de melhorar as corridas e de de diminuir a quantidade de provas com apenas uma parada (por carro), que são o pior cenário possível", afirmou o dirigente em entrevista ao 'Motorsport'.

"Nossos dois pilotos (Max Verstappen e Daniel Ricciardo) gostaram dos pneus hipermacios quando testaram. Parece que ele foi bem recebido, por mais que eu creia que ainda há como melhorar", seguiu.

Os novos da Pirelli para temporada 2018 (Foto: Pirelli)

Para 2018, os pneus hipermacios e superduros se juntam aos já conhecidos duros, médios, macios, supermacios e ultramacios. Os pneus superduros serão, obviamente, os mais resistentes e terão a cor laranja. Já os hipermacios serão aqueles com maior aderência e menos resistência e terão a cor rosa. 

Para os GPs da Austrália, Bahrein e China, os primeiros da temporada, a Pirelli já decidiu que tipos de compostos serão disponibilizadosPara a corrida em Melbourne, os pilotos terão à disposição os ultramacios, os supermacios e os macios, enquanto para a prova em Sakhir a escolha será entre os supermacios, macios e médios. Enquanto isso, para a etapa chinesa da F1, a Pirelli decidiu pelos ultramacios, macios e médios, abrindo mão dos supermacios. 
 

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube