Chefe da Red Bull diz que desfecho do caso do teste secreto prova que Mercedes descumpriu regras

Christian Horner, chefe da equipe Red Bull, se disse contente com o desfecho do julgamento de Mercedes e Pirelli no caso do teste secreto. O dirigente afirmou que ação do Tribunal Internacional da FIA serviu para esclarecer que a Mercedes, de fato, descumpriu os regulamentos ao testar com o carro de 2013

Depois de pedir uma pena mais dura para a Mercedes, no caso da equipe ser considerada culpada no episódio do teste secreto com a Pirelli, Christian Horner se disse satisfeito com o desfecho do julgamento do Tribunal Internacional da FIA e com o fato de que ficou claro que a esquadra rival desobedeceu ao Regulamento Esportivo da F1, ao optar por usar o carro de 2013 no treino extra.

O chefe da Red Bull esteve na audiência da última quinta-feira, acompanhando as argumentações da escuderia alemã e da fornecedora italiana. O time austríaco foi o primeiro a protestar contra o teste secreto, assim que o caso veio à tona durante o GP de Mônaco. Os atuais campeões ainda receberam o apoio da Ferrari.

Christian Horner se diz satisfeito com desfecho do caso Mercedes/Pirelli (Foto: Mark Thompson/Getty Images)

Nesta sexta-feira (21), o Tribunal revelou o veredito sobre o caso. Mercedes e Pirelli receberam reprimendas, enquanto o time alemão ainda foi vetado do teste de novatos, que acontece entre os dias 17 e 19 de julho, no circuito de Silverstone.

"O Tribunal obteve todos os fatos, que foram apresentados de forma justa e tomou uma decisão", afirmou Horner em entrevista ao site da Red Bull. "Nós protestamos porque queríamos clareza sobre se realmente é permitido testar com um carro atual nesta temporada, pois acreditamos que isso é uma violação dos regulamentos", completou.

Questionado se está tudo esclarecido agora, o dirigente respondeu positivamente. "Sim, ficou decidido que a Mercedes violou os regulamentos esportivos, além do Código Desportivo Internacional", explicou.

Por último, o inglês também declarou que, apesar da exclusão da rival dos testes dos novatos, a equipe germânica ainda terá vantagem por conta do treino secreto. "É sempre preferencial testar com os pilotos titulares, ao invés dos reservas, mas a punição não era algo de nossa responsabilidade. Era uma decisão do Tribunal e foi o que eles fizeram", concluiu o inglês.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube