F1

Chefe da Red Bull diz que Verstappen “é o futuro e está evoluindo” e descarta troca por Hamilton

A Red Bull mostrou estar bastante satisfeita com Max Verstappen. Christian Horner, chefe da equipe, não poupou elogios ao holandês, e ainda ressaltou que não tem o desejo de trocá-lo por Lewis Hamilton no futuro

Grande Prêmio / Redação GP, de São Paulo
Max Verstappen tem realmente agradado os chefões da Red Bull. Christian Horner inclusive não poupou elogios ao holandês, reforçando não ter o desejo de trocá-lo por Lewis Hamilton nos próximos anos.
 
O contrato do pentacampeão da Mercedes encerra no final de 2020. Entretanto, isso pouca chama a atenção da escuderia de Milton Keynes, que aposta todas suas fichas no #33. “Não [trocaria], Max é o futuro. Tem 21 anos e está evoluindo”, afirmou Horner.
 
“Tanto ele como Lewis são pilotos fenomenais. Lewis é um dos melhores de todos os tempos. Max ganhou corridas, mas não competiu por um campeonato de Fórmula 1. De qualquer modo, na questão de habilidade e velocidade, Max é capaz de brigar roda a roda com Lewis”, continuou.
Max Verstappen (Foto: Xavi Bonilla/Grande Prêmio)
Christian seguiu o discurso ressaltando a boa segunda metade de temporada de Verstappen em 2018 – o holandês conseguiu sete pódios em nove provas, sendo uma vitória. Ainda, o dirigente ressaltou de forma positiva a forte personalidade do #33.
 
“Max foi o segundo piloto que mais somou pontos depois de Hamilton na segunda metade de 2018, e isso mostrou o quão bem pilota. O criticaram porque mostrou suas emoções contra Ocon. Ao menos tem paixão”, disse.
 
“As pessoas se identificam com esse tipo de emoção, por isso tem tantos seguidores. Não querem personalidades comuns. Lewis é um tipo que ama ou odeia. Isso é bom”, seguiu.
 
“Essa é a chave do que a F1 deve buscar a partir de 2020, quando chegar o novo regulamento. Os pilotos devem ser as estrelas do espetáculo. Tem que sair dos carros cansados. A tecnologia é muito importante agora”, encerrou.