F1

Chefe da Sauber diz que 'pacote Nasr' incluiu fator financeiro: “Do contrário, seria difícil sobreviver”

Chefe da Sauber, Monisha Kaltenborn afirmou que não entendeu dúvida de Adrian Sutil sobre pilotos contratados para 2015 e reconheceu que o lado financeiro pesou também na decisão por Nasr

Warm Up, de Interlagos / EVELYN GUIMARÃES, de Interlagos
Monisha Kaltenborn encarnou Kimi Räikkönen nesta tarde de quinta-feira (6) em Interlagos e garantiu que sabe muito bem o que está fazendo à frente da Sauber. A chefe atendeu à imprensa na pista paulistana, palco da penúltima etapa do Mundial, na esteira ainda no anúncio de Felipe Nasr como titular em 2015 e das queixas de Adrian Sutil com relação à contratação do brasileiro.

O brasiliense de 22 anos vai estrear na F1 em um dos cockpits suíços e terá a seu lado o Marcus Ericsson. Ambos desembarcam na esquadra de Hinwil levando um significativo aporte financeiro. Especula-se que o sueco será o responsável pela chegada de € 18 milhões (R$ 56 mi), o mesmo pode-se dizer de Felipe, que traz ainda o patrocínio do Banco do Brasil.

Sauber também atravessa um momento delicado do ponto de vista de orçamento e é ainda uma das vozes mais críticas quanto aos gastos excessivos do Mundial. E questionada sobre o quanto o aporte financeiro pesou na decisão por Nasr, a dirigente respondeu: “Se você é uma equipe privada na F1, então, às vezes, você precisa tomar decisões assim”.

“E tem de tomar decisões levando em conta o lado financeiro também. Do contrário, seria muito difícil sobreviver aqui. No fim, é todo um pacote que conta”, completou.
Monisha Kaltenborn disse que a decisão por Nasr foi rápida (Foto: Sauber)
Nasr, por outro lado, reforçou que os resultados e o desempenho que apresentou ao longo de sua carreira foram fundamentais para que ele tenha se tornado titular na principal categoria de automobilismo.

E a dirigente, de fato, elogiou os desempenho do piloto neste ano. "Do que temos visto dele neste ano, podemos dizer que ele tem feito um bom trabalho, e é isso que espero para o próximo ano, assim como um carro mais competitivo, para que possamos ter um melhor ano que este. Nós sabemos que ele está bastante motivado para se juntar a nós", afirmou. 

Voltando a falar em dinheiro, Kaltenborn ainda falou sobre é preciso agir mais e conversar menos, ao comentar o atual momento financeiro da competição. “O desejo está aí. E estamos reunidos aqui para ver como as coisas vão fluir. Mas o que é mais importante nesse momento é que temos de ver ações. E não apenas conversas."

Por fim, a suíça de origem indiana também respondeu perguntas sobre os questionamentos de Sutil com relação à contratação de Nasr. Ainda nesta quinta-feira, o alemão minimizou o anúncio e colocou em dúvida a participação dos dois recém-contratados da Sauber para o próximo ano.

"Há certas coisas para conversar, certamente. Eles confirmaram dois pilotos, mas isso não significa que eles vão andar e que a equipe vai andar. Não mudou nada da semana passada para esta. É só mais um anúncio e a minha situação é conversar para resolver as coisas", disse Sutil.

Monisha, entretanto, declarou que não entendia a razão da dúvida do piloto. “Eu não sei por que ele disse isso”, disse aos repórteres. “Nós anunciamos os nossos pilotos, e eu não estou sabendo se vamos usar mais de dois carros. Nós já anunciamos os nossos pilotos, e é dessa forma que vai ser”, decretou.

“Eu estou bastante ciente da minha situação e eu sei o que estou fazendo. Nós anunciamos os nossos pilotos e qualquer outra coisa sobre isso será discutida internamente”, finalizou.
GRANDE PRÊMIO cobre 'in loco' o GP do Brasil de F1 em Interlagos com os repórteres Flavio Gomes, Evelyn Guimarães e Renan do Couto. Acompanhe aqui a cobertura.
BOLÃO GRANDE PRÊMIO EUROBIKE
PRÊMIOS EXTRAS NO GP DO BRASIL


Participe do bolão da F1 GRANDE PRÊMIO EUROBIKE: dê seus palpites para o GP do Brasil deste fim de semana: os três melhores colocados da etapa vão ganhar um boné autografado de Augusto Farfus, piloto brasileiro do DTM. 

Será que Lewis Hamilton vai manter a sequência vencedora e abrir mais vantagem ou Nico Rosberg acorda para a briga e vai com tudo em Interlagos? E Felipe Massa, vai ao pódio?
 Não perca tempo e aposte já.