Chefe da Sauber se indigna por ‘passe livre’ a Magnussen em acidente com Ericsson: “Não sei como a FIA não fez nada”

Monisha Kaltenborn ficou bastante nervosa com a falta de punição a Kevin Magnussen no acidente com Marcus Ericsson na primeira volta do GP da Austrália. A chefe da Sauber cobrou a FIA pela falta de posicionamento

 

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

window._ttf = window._ttf || [];
_ttf.push({
pid : 53280
,lang : “pt”
,slot : ‘.mhv-noticia .mhv-texto > div’
,format : “inread”
,minSlot : 3
});

(function (d) {
var js, s = d.getElementsByTagName(‘script’)[0];
js = d.createElement(‘script’);
js.async = true;
js.src = ‘//cdn.teads.tv/media/format.js’;
s.parentNode.insertBefore(js, s);
})(window.document);
O acidente na primeira volta entre Marcus Ericsson e Kevin Magnussen causou bastante polêmica no GP da Austrália deste domingo (26). O sueco da Sauber vinha na frente quando, na tangência da terceira curva, teve sua lateral acertada pelo dinamarquês da Haas. A direção de prova até abriu investigação, mas acabou sem declarar culpados.

 
Irritada com a falta de posicionamento da FIA, a chefe da Sauber Monisha Kaltenborn reclamou bastante, afirmando que o lance foi claro e que a corrida de Ericsson foi completamente comprometida. 
 
"Eu não consigo entender como a FIA não fez nada. Eles esclareceram a regra dizendo que se alguém tiver culpa no incidente, vai ser punido e eu realmente não sei como pode existir uma situação mais clara do que esta", disse ao site norte-americano 'Motorsport.com'.
Ericsson e Magnussen se encontraram na primeira volta (Foto: Reprodução/Twitter)
A comandante da equipe suíça rejeitou o argumento de que o acidente deveria ter sido relevado por ter acontecido na primeira volta. Segundo Monisha, o estrago para Ericsson foi gigante de qualquer forma.
 
"O fato de ter sido na primeira volta não deveria mudar nada no julgamento dos comissários, então eu nem vou considerar essa hipótese. Não faz diferença alguma em que volta você é acertado, as consequências são as mesmas", seguiu.
Monisha Kaltenborn se irritou muito com a pancada de Kevin Magnussen em Marcus Ericsson (Foto: Sauber)
Magnussen comentou que perdeu o controle do carro na curva 3 e falou dos vários danos que teve no bólido para a sequência da prova.
 
"Eu perdi o carro quando o Ericsson estava por fora do meu lado e aí acabei acertando a lateral dele, o que foi uma falta de sorte. Perdi minha asa dianteira e danifiquei outras partes do meu carro", explicou.
 
Ericsson, que foi parar na brita com o impacto, bem que tentou seguir na prova, mas abandonou voltas mais tarde ainda com problemas em decorrência da batida. Magnussen também se retirou, com suspeita de defeito na suspensão.

O GRANDE PRÊMIO transmite todas as atividades do GP da Austrália de F1 neste fim de semana. Acompanhe tudo AO VIVO e em TEMPO REAL, com a estreia do livetiming.
 

A PRÉVIA DE ABERTURA DAS TEMPORADAS DE F1 E MOTOGP: TUDO AQUI 

.embed-container { position: relative; padding-bottom: 56.25%; height: 0; overflow: hidden; max-width: 100%; } .embed-container iframe, .embed-container object, .embed-container embed { position: absolute; top: 0; left: 0; width: 100%; height: 100%; }

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “8352893793”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 250;

fechar

function crt(t){for(var e=document.getElementById(“crt_ftr”).children,n=0;n80?c:void 0}function rs(t){t++,450>t&&setTimeout(function(){var e=crt(“cto_ifr”);if(e){var n=e.width?e.width:e;n=n.toString().indexOf(“px”)

var zoneid = (parent.window.top.innerWidth document.MAX_ct0 = '';
var m3_u = (location.protocol == 'https:' ? 'https://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?' : 'http://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?');
var m3_r = Math.floor(Math.random() * 99999999999);
document.write("”);

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube