F1

Chefe da Sauber vê Leclerc pronto para Ferrari e credita Ericsson, que “o manteve ocupado”

Charles Leclerc deixa a Sauber após um ano e se muda para a Ferrari na temporada que vem. Para Fréderic Vasseur, seu atual chefe, ele está pronto. E curiosamente, segundo o dirigente, um piloto precisa dos créditos por isso: Marcus Ericsson
Warm Up / Redação GP, de São Paulo
 Charles Leclerc (Foto: Sauber)
Charles Leclerc estará em uma das Ferrari do grid da F1 em 2019 - e isso aos 21 anos. Estaria ele preparado para a missão? Segundo Frédric Vasseur, chefe da Sauber, sim, o monegasco está.

Em entrevista ao site oficial da F1, Vasseur afirmou que enxerga Leclerc como pronto para uma equipe maior e listou os motivos: "Uma equipe de corridas se baseia em vários pilares, como motor, aerodinÂmica, estratégias e pilotos. Nenhum pilar pode faltar se deseja um bom rendimento."

E surpreendeu em seguida: "Temos fortalecido cada um destes pilares, e Marcus Ericsson melhorou em relação a 2017. Não podemos subestimá-lo. Uma das razões para Charles ter crescido é que Marcus o manteve ocupado", declarou.
Charles Leclerc (Foto: Sauber)
Em seguida, os elogios a Leclerc continuaram por meio de uma comparação com Lewis Hamilton: "Ele não estará pressionado, diferentemente de Hamilton quando entrou na F1, em 2007, numa McLaren que já brigava pelo título."

"Charles entrou na Sauber no fundo do grid. É uma situação completamente diferente. Ele teve um 2018 mais fácil que o 2007 de Hamilton. A equipe melhorou passo a passo e Charles aprendeu constantemente, desde gestão dos pneus a do combustível", seguiu Vasseur.

Por fim, o chefe da Sauber fez aposta sobre o 2019 de Leclerc longe de sua equipe: "Ele aprende muito rápido. Nos surpreenderá? Nunca se sabe, isso depende do carro. Mas tem chance."

O Grande Prêmio do Brasil de Fórmula 1 acontece este ano nos dias 9, 10 e 11 de novembro, no autódromo de Interlagos. Os ingressos para a corrida estão disponíveis no único site oficial do evento: www.gpbrasil.com.br