Chefe da Toro Rosso critica motor Renault e diz que falta de confiabilidade “é a causa da atual posição”

Oitava colocada no Mundial de Construtores, a Toro Rosso aparece apenas à frente de McLaren e Marussia. Chefe do time de Faenza, Franz Tost destacou a vulnerabilidade do motor Renault e avaliou que a posição da equipe na classificação é reflexo dos problemas de confiabilidade

Chefe da Toro Rosso, Franz Tost ainda acredita que a Renault pode melhorar a performance do motor V6 turbo na temporada 2015. Assim como no ano passado, a montadora francesa vem sofrendo bastante para tentar acompanhar a dominante Mercedes.
 
Franz Tost reconheceu que a Renault está trabalhando duro para resolver seus problemas (Foto: Getty Images)
“Ainda tem dez corridas no calendário. O STR10 é um chassi muito bom, nossos dois pilotos são extremamente talentosos e estão fazendo um trabalho excelente, e o método de trabalho do time está lentamente chegado ao padrão da F1”, avaliou Tost em entrevista à publicação alemã ‘Speed Week’. “A falta de confiabilidade é a causa da nossa atual fraca posição”, justificou.
 
“Quando você não vê a bandeira quadriculada em oito das nove corridas, você não pode estar no top-5 do Mundial”, ponderou. “Esta é a principal razão, assim como acidentes e erros do time. Mas nós precisamos resolver essa vulnerabilidade juntos com o nosso parceiro o mais rápido possível”, seguiu.
 
 Apesar dos constantes ataques dirigidos à Renault, especialmente pela Red Bull, Tost reconheceu que a montadora francesa tem trabalhado duro para solucionar suas dificuldades.
 
“Eles trabalharam bastante em confiabilidade. Espero que agora esteja sob controle, já que a próxima coisa que precisa ser melhorada é a performance”, concluiu.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube