Chefe da Toro Rosso não garante dupla de pilotos com Kvyat e Gasly para 2018: “Até agora, o ano que vem está aberto”

Mesmo com o retorno de Daniil Kvyat ao cockpit da Toro Rosso a partir do GP dos Estados Unidos, formando dupla com Pierre Gasly, Franz Tost não garante ainda os pilotos como titulares da equipe italiana na próxima temporada. “Vamos esperar pelo que vai acontecer em Austin”. No entanto, o austríaco disse a filosofia de usar pilotos da Red Bull deve se manter

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

A Toro Rosso é uma das quatro equipes que ainda não definiu sua dupla de pilotos para 2018, assim como McLaren, Williams e Sauber. O cenário na escuderia de Faenza segue indefinido depois da confirmação da saída de Carlos Sainz para a Renault, antecipada já para o próximo GP dos EUA, da ascensão de Pierre Gasly como titular e da volta de Daniil Kvyat ao cockpit, também previsto para Austin. Mas Franz Tost, chefe da Toro Rosso, evita ainda garantir Kvyat e Gasly como titulares para 2018.

 
“Até agora, o ano que vem está aberto. Vamos ver, temos tempo. A Red Bull não precisa ter pressa com isso, então já vamos ver. Esperemos agora ver o que vai acontecer em Austin. Não há nada mais a dizer”, declarou o dirigente austríaco em entrevista coletiva no último fim de semana, no Japão.
Franz Tost faz mistério sobre a dupla de pilotos da Toro Rosso para 2018 (Foto: Beto Issa)
Contudo, as opções para 2018 na Toro Rosso parecem estar restritas à dupla, uma vez que Tost deu a entender que não trabalha com a opção de contar com um piloto que não tenha vínculo com a Red Bull. “Sempre há opções, mas a questão é se você continua com sua filosofia ou não, e a filosofia da Toro Rosso sempre foi a de ter pilotos da Red Bull. No fim das contas, os pilotos são escolhidos pela Red Bull”, disse.
 

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

Um fator que, em teoria, pode mudar a filosofia aventada por Tost é a chegada da Honda como parceira da Toro Rosso a partir da próxima temporada. A fábrica japonesa tem como piloto mais próximo da F1 Nobuharu Matsushita, hoje na F2.

 
Quanto à antecipação da saída de Sainz para a Renault dentro de pouco menos de duas semanas, Tost foi sucinto. “Foi decidido sua saída para a Renault, não há muito mais o que dizer. Era parte do acordo. Nós o demos à Renault como compensação por um contrato existente entre a equipe e eles, para poder rompê-lo, então isso foi negociado e era o esperado”, finalizou o dirigente.

O fato é que a Toro Rosso deve enfrentar um grande problema para o GP dos EUA. Com Gasly na luta pelo título da Super Formula, e a decisão no circuito de Suzuka marcada para o mesmo dia da prova em Austin, Helmut Marko se mostrou pessimista sobre a participação do francês no Texas. Assim, a Toro Rosso teria de buscar outro piloto para ocupar a vaga de titular, dando início às especulações sobre nomes que vão desde Robert Kubica, passando por Alexander Rossi e até Josef Newgarden, novo campeão da Indy.

STROLL RACING?

WILLIAMS PARECE SE DOBRAR ÀS VONTADES DE UM MAGNATA. O QUE É TRISTE

.embed-container { position: relative; padding-bottom: 56.25%; height:
0; overflow: hidden; max-width: 100%; } .embed-container iframe, .embed-container object, .embed-container embed { position: absolute;
top: 0; left: 0; width: 100%; height: 100%; }

 

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube