Chefe da Williams revela promessa de não barrar saída de Bottas após negociações com Ferrari em 2015

Promessa feita é promessa cumprida. É o que provou Claire Williams para Valtteri Bottas no final do ano passado. Após ter interferido na negociação entre o finlandês e a Ferrari, a chefe-adjunta da Williams disse que não iria mais se opor nas conversas com o piloto, que agora substituirá Nico Rosberg na Mercedes

 

window._ttf = window._ttf || [];
_ttf.push({
pid : 53280
,lang : “pt”
,slot : ‘.mhv-noticia .mhv-texto > div’
,format : “inread”
,minSlot : 1
,components : { mute: {delay :3}, skip: {delay :3} }
});

(function (d) {
var js, s = d.getElementsByTagName(‘script’)[0];
js = d.createElement(‘script’);
js.async = true;
js.src = ‘//cdn.teads.tv/media/format.js’;
s.parentNode.insertBefore(js, s);
})(window.document);
Claire Williams mostrou ser uma mulher de palavras. Com Valtteri Bottas de mudanças para a Mercedes nesta temporada, a chefe-adjunta da Williams cumpriu sua promessa de não se opor nos acordos entre o piloto e diferentes equipes.

 
O motivo do pacto com o competidor foi que, em 2015, a Ferrari mostrou grande interesse no finlandês. No entanto, a equipe barrou a saída de seu titular, o que acabou fechando as portas do time italiano.
 
Agora, quando a Mercedes elegeu Valtteri como substituto de Nico Rosberg para 2017, a dirigente se manteve fora das negociações. “Valtteri foi uma parte importante da Williams, ele tem essa paixão ardente que se quer em um piloto”, disse.
Claire Williams cumpriu promessa de não se opor na saída de Bottas da Williams (Foto: Williams)
“Tudo o que quer é estar no melhor carro e vencer. Quando se tem um competidor e sabe que o querem, por que obriga-lo a ficar no seu time? Não é o que tem que fazer”, continuou.
 
“Impedimos Valtteri uma vez, quando a Ferrari mostrou interesse, e prometi para ele que não iria mais me opor de novo, e eu cumpro promessas. Teve uma oportunidade incrível, e será interessante ver como se sairá nesta temporada”, seguiu a dirigente.
 
Claire ainda explicou que o acordo feito na saída de Bottas foi o melhor possível para a Williams. “Nós nos asseguramos que seria bom para nós. Tenho total confiança da decisão que tomamos”, comentou.
 
“Acredito que fizemos o correto e não me arrependo. Qualquer um que me conhece sabe que fiz um bom acordo para a equipe, e que só faria algo que acompanhassem os interesses do time”, completou.
 
“Todos sabem o quanto eu amo esta escuderia, o quão importante é para mim e o quanto desejo a voltar a vencer. Estou vendo o que pode fazer Felipe, posso ouvir o desejo em sua voz mais uma vez. Não existe pressão”, concluiu Claire.

PADDOCK GP #65 RECEBE PIPO DERANI E FAZ PRÉVIA DO eP DA ARGENTINA DE F-E

.embed-container { position: relative; padding-bottom: 56.25%; height: 0; overflow: hidden; max-width: 100%; } .embed-container iframe, .embed-container object, .embed-container embed { position: absolute; top: 0; left: 0; width: 100%; height: 100%; }

fechar

function crt(t){for(var e=document.getElementById(“crt_ftr”).children,n=0;n80?c:void 0}function rs(t){t++,450>t&&setTimeout(function(){var e=crt(“cto_ifr”);if(e){var n=e.width?e.width:e;n=n.toString().indexOf(“px”)<0?n+="px":n,cc.style.display="",s2.width=n,window.frameElement&&(s1.height=c2.offsetHeight+5+"px"),t=500,s1.width="100%"}rs(t)},200)}var c1=window.frameElement?window.frameElement:document.getElementById("crt_ftr"),c2=document.getElementById("crt_ftr"),s1=c1.style;s1.position="fixed",s1.bottom="-4px",s1.left="0px",window.frameElement&&(s1.height="0"),c2.style.textAlign="center",s1.zIndex="60000";var cc=document.getElementById("crt_cls"),s2=cc.parentNode.style;cc.onclick=function(){s1.display="none"};var t=0;rs(0);

var zoneid = (parent.window.top.innerWidth < 970) ? 302357 : 302359;
document.MAX_ct0 = '';
var m3_u = (location.protocol == 'https:' ? 'https://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?' : 'http://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?');
var m3_r = Math.floor(Math.random() * 99999999999);
document.write("”);

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube