Chefe de motores diz que performance na classificação põe Ferrari em “situação difícil”

Enrico Gualtieri afirmou que um problema com a unidade de controle eletrônico causou abandono de Charles Leclerc em Barcelona. Dirigente considerou que a escuderia de Maranello pagou preço alto por falta de confiabilidade na Espanha

Chefe da Unidade de Potência, Enrico Gualtieri considerou que a falta de performance na classificação tem dificultado as corridas da Ferrari. O dirigente pediu foco no trabalho de boxes e listou uma série de aspectos em que a equipe de Charles Leclerc e Sebastian Vettel precisa focar.

Passadas as seis primeiras corridas da temporada 2020, a melhor posição de largada da Ferrari foi um quarto lugar com Leclerc no GP da Inglaterra. Vettel, por sua vez, tem como melhor resultado um quinto posto no grid da Hungria. Nas corridas, o monegasco conseguiu dois pódios neste ano: um segundo lugar na Áustria e um terceiro em Silverstone.

O monegasco sofreu com um problema elétrico, rodou, voltou em 20º e abandonou logo depois (Foto: Ferrari)

Às vésperas do GP da Bélgica deste fim de semana, Gualtieri contou que a Ferrari identificou um problema com a unidade de controle eletrônico como causa do abandono de Leclerc em Barcelona.

“Nesta primeira parte da temporada, vimos o campeonato basicamente dividido em dois grupos: por um lado, três pilotos que parecem intocáveis, e, por outro, mais ou menos outros dez que estão a poucos décimos uns dos outros”, disse Enrico Gualtieri, chefe da unidade de potência da Ferrari. “Em Barcelona, nós pagamos um preço alto pela falta de confiabilidade, e, de fato, identificamos um problema com a unidade de controle eletrônico que causou o abandono de Charles”, seguiu.

O dirigente, porém, considerou que a performance de classificação tem prejudicado especialmente, já que torna as corridas ainda mais complicadas.

“Mas também sofremos por não maximizar nossa performance na classificação, o que nos coloca em uma situação difícil na corrida”, comentou. “Mesmo cientes das dificuldades, temos de focar no nosso trabalho na preparação para o fim de semana. A meta principal é garantir que os pilotos possam tirar o máximo da SF1000. Temos de otimizar o pacote carro – unidade de potência, trabalhar bem na garagem, definir a melhor estratégia e sermos eficientes quando for questão de reagir às mudanças nas condições”, concluiu.

Paddockast #75 | Thiago Camilo, maior vencedor da Corrida do Milhão
Ouça também: PODCASTS APPLE | ANDROID | PLAYERFM

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube