F1

Chefe define Ricciardo-Verstappen como “melhor dupla” da Red Bull na F1: “Chegaram a um novo nível”

Daniel Ricciardo e Max Verstappen tiveram uma relação diferenciada enquanto companheiros de equipe, avalia Christian Horner, chefe da Red Bull. O dirigente viu os companheiros “puxando um ao outro adiante” entre 2016 e 2018
Warm Up / Redação GP, de Berlim
 Max Verstappen e Daniel Ricciardo (Foto: Red Bull Content Pool)


 
Christian Horner, chefe da Red Bull, presenciou em Abu Dhabi o fim de uma dupla das mais memoráveis na história recente da Fórmula 1 – Daniel Ricciardo e Max Verstappen já não estão mais juntos, com o australiano de partida para a Renault. Olhando para trás, Horner não parece ter dúvidas: levando em conta parceria e evolução, Ricciardo e Verstappen formaram a melhor dupla da história da equipe na categoria.
 
“Talvez essa tenha sido a melhor dupla parceria que já tivemos [na Red Bull]”, disse Horner. “Na verdade, provavelmente é a melhor que já tive na minha carreira em termos de dinâmicas entre os dois. O respeito, a forma com que puxaram um ao outro adiante, como se beneficiaram da forma com que o time funciona... Foi uma relação muito boa que levou os dois a um novo nível”, avaliou.
 
A escolha de Ricciardo-Verstappen como a melhor combinação de pilotos que a Red Bull já teve na F1 vem em comparação com outras pesadas. A equipe teve Sebastian Vettel-Mark Webber entre 2009 e 2013 e Vettel-Ricciardo em 2014. A formação mais recente, ao contrário das anteriores, teve como diferencial a cordialidade entre os companheiros na maior parte do tempo.
Max Verstappen e Daniel Ricciardo formaram uma dupla memorável na Red Bull (Foto: Red Bull Content Pool)
Com Ricciardo de partida para a Renault, abrindo caminho para Pierre Gasly, a Horner resta recordar os anos de evolução na F1.
 
“Ele [Ricciardo] está com a Red Bull desde 2007 e foi ótimo ver o crescimento e a evolução”, comentou. “Nós estávamos com o dilema de quem colocar no lugar do Mark Webber [para 2014] e tínhamos Jean-Éric Vergne, Daniel Ricciardo e Kimi Räikkönen. Nossa maior preocupação com o Daniel não era o ritmo, mas sim que não o tínhamos visto brigar muito por posição na Toro Rosso. Ironicamente, na Red Bull ele só fez ultrapassagens e pode ser considerado o piloto que melhor ultrapassa aqui. Ele pilotou algumas corridas fantásticas para nós”, seguiu.
 
“A personalidade dele é tremenda para a marca. A energia que ele trouxe à equipe virou muito popular. A dinâmica dele com o Max, é só olhar as travessuras que eles faziam. Foi ótimo. Agora só podemos fechar esse capítulo e o desejar sorte no futuro”, encerrou.