Chefe revela pressão de potenciais patrocinadores para mudança de nome da Force India na F1

De acordo com Otmar Szafnauer, chefe de operações da Force India, a equipe vem sofrendo com a pressão de potenciais patrocinadores, que querem que a equipe mude o nome na F1, para evitar qualquer associação com países

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

A Force India vem sofrendo pressão de potenciais patrocinadores por uma mudança de nome. E a equipe segue considerando alternativas, de acordo com Otmar Szafnauer, chefe de operações dos indianos. Segundo o dirigente, a cobrança é para que a esquadra retire o 'India' do nome. 

 
Dono do time, Vijay Mallya iniciou um processo de mudança no ano passado, com o objetivo de fornecer uma imagem mais global da equipe, se distanciando, assim, da origem indiana. A preferência era para uma alteração para 'Force One', mas o Liberty Media, grupo agora dono da F1, não permitiu devido à similaridade com a marca do próprio campeonato, acreditando que o nome daria margem para uso do 'F1' em uma forma encurtada. 
A Force India terminou em quarto no Mundial de Construtores (Foto: Reprodução/Force India)

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

"Alguns potenciais patrocinadores disseram que se não houver uma mudança, então não vão fechar conosco", afirmou Szafnauer em entrevista ao jornal 'The Citizen'. "Acho que eles entendem que se é para patrocinar uma equipe, é melhor que ela não esteja ligada a um país", completou.

 
Szafnauer confirmou também que uma lista de alternativas está sendo novamente elaborada e não descarta a possibilidade de retirar o 'Force' do nome. "Nós ainda não decidimos. Por isso, é difícil dizer."
 
O processo forma de mudança de nome, que inclui a alteração no nome do chassi, deve passar pela Comissão de F1, com a aprovação das demais equipes. 
 
O dirigente informou ainda que a pintura do carro 2018 vem uma "versão mais aprimorada". O modelo ganhou a cor rosa neste ano devido ao patrocínio da empresa austríaca BWT.
 

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube