F1
13/05/2014 16:03 - Atualizada 13/05/2014 18:26

Chilton quebra gelo ao anotar melhor tempo no primeiro dia de testes 'de inverno' em pleno mês de maio em Barcelona

Os pneus supermacios ajudaram Max Chilton a fechar o primeiro dia de treinos coletivos da F1 no Circuito da Catalunha após o GP da Espanha na liderança, derrotando até mesmo a invencível Mercedes de Lewis Hamilton. Felipe Massa foi 7º
Warm Up, de Barcelona / RENAN DO COUTO, de Barcelona
 Max Chilton (Foto: Xavi Bonilla/Grande Prêmio)
A terça-feira amanheceu chuvosa e bem fria em Montmeló para o primeiro dia de testes de intertemporada da F1 no Circuito da Catalunha. Parecia mais é que as equipes estavam reunidas para os treinos coletivos de inverno. Num dia em que a temperatura mal alcançou os 15°C, o gelo foi quebrado minutos antes da bandeirada quadriculada baixar: foi quando o inglês Max Chilton, da Marussia, anotou o melhor tempo.

Sim, senhoras e senhores, Chilton as atividades desta terça-feira (13) em Barcelona. O piloto, que nunca abandonou uma corrida em sua carreira de 24 provas no Mundial, se colocou à frente até mesmo de Lewis Hamilton e da invencível Mercedes.

A posição do piloto da Marussia foi definida pelo uso dos pneus supermacios nos minutos finais dos trabalhos em Montmeló, logo após a última bandeira vermelha do dia, provocada por Kamui Kobayashi, que bateu na saída da curva 3. Pobre Charles Pic, reserva da Lotus, que achou que os pneus macios dar-lhe-iam um dia de pequena glória com a dianteira nos testes.
Max Chilton liderou os treinos da F1 nesta terça na Catalunha (Foto: Xavi Bonilla/Grande Prêmio)

Pic acabara de tomar a ponta de Hamilton, que usou apenas os pneus médios e duros depois que o traçado tornou a ficar seco – os slicks só entraram em ação após a pausa do almoço; antes, os pneus intermediários e de chuva forte é que trabalharam. Eles ficaram mesmo nas três primeiras posições.

Além do frio, o dia foi marcado por muitas interrupções devido a carros que ficaram parados na pista. Foram sete, incluindo três na primeira hora – duas dessas provocadas por Jean-Éric Vergne.

O quarto colocado, Kimi Räikkönen, foi responsável por duas das paralisações. Pouco depois de Vergne parar tudo pela primeira vez, o motor da Ferrari de Kimi quebrou e levantou uma cortina de fumaça na ainda molhada pista de Montmeló.

O finlandês só pôde voltar a treinar na parte da tarde, quando chegou a assumir a liderança. Permaneceu nela até o final da penúltima hora, momento em que deixou o traçado após passar por uma mancha de óleo e estacionou na caixa de brita da saída da curva 4. Acabou sendo um dia curto para o ferrarista: apenas 14 voltas. Vergne fechou o top-5.

As outras interrupções foram causadas pelo líder Chilton e por Sébastien Buemi, da Red Bull. O suíço, além de fazer várias avaliações aerodinâmicas, aparecia bem na tabela de tempos até sofrer uma quebra de câmbio.

Felipe Massa dedicou o dia à avaliação de novos compomentes desenvolvidos pela Williams para a sequência do campeonato e terminou em sétimo. Sua melhor volta foi 1min27s756 com os pneus médios.

A maior quilometragem foi percorrida pelo holandês Giedo van der Garde, que guiou a Sauber. Ficou com a última posição, 5s349 mais lento que Chilton.

Mais um dia de treinos coletivos da F1 acontece nesta quarta-feira no Circuito da Catalunha. As atividades terão início às 4h (de Brasília) e vão até as 13h, com uma pausa de uma hora para o almoço.

F1, Barcelona, Treinos coletivos, dia 1:

1 4 MAX CHILTON ING MARUSSIA FERRARI 1:26.434    
2 30 CHARLES PIC FRA LOTUS RENAULT 1:26.661 +0.227  
3 44 LEWIS HAMILTON ING MERCEDES 1:26.674 +0.240  
4 7 KIMI RÄIKKÖNEN FIN FERRARI 1:26.965 +0.531  
5 25 JEAN-ÉRIC VERGNE FRA TORO ROSSO RENAULT 1:27.724 +1.290  
6 27 NICO HÜLKENBERG ALE FORCE INDIA MERCEDES 1:27.727 +1.293  
7 19 FELIPE MASSA BRA WILLIAMS MERCEDES 1:27.756 +1.322  
8 22 JENSON BUTTON ING McLAREN MERCEDES 1:28.333 +1.899  
9 10 KAMUI KOBAYASHI JAP CATERHAM RENAULT 1:30.101 +3.667  
10 15 SÉBASTIEN BUEMI SUI RED BULL RENAULT 1:31.440 +5.006  
11 36  GIEDO VAN DER GARDE HOL SAUBER FERRARI 1:31.783 +5.349  

O GRANDE PRÊMIO cobre 'in loco' os testes da F1 em Barcelona com o repórter Renan do Couto e o fotógrafo Xavi Bonilla. Para acompanhar todo o noticiário, clique aqui.