F1

Chuva afeta classificação na Malásia, mas só acentua domínio de Hamilton, pole. Vettel bate Rosberg

A chuva veio forte durante a classificação e fez a direção de prova interromper o treino antes do Q3. Mas se a pista molhada podia embaralhar as ações, Lewis Hamilton tratou de mostrar quem é que manda na F1. O inglês fez a pole, mas viu uma perigosa aproximação da Ferrari, com Sebastian Vettel batendo Nico Rosberg no fim. Felipe Massa será o sétimo do grid, enquanto o xará Felipe Nasr vai sair apenas de 16º
Warm Up / EVELYN GUIMARÃES, de Curitiba
 Lewis Hamilton durante a classificação na Malásia (Foto: Getty Images)

A chuva foi a grande protagonista da classificação da F1 na Malásia neste sábado (28). A tempestade que desabou sobre a pista de Kuala Lampur no fim do Q2 provocou uma paralisação de quase 30 minutos. Só aí os pilotos puderam ir atrás da pole. E quem sobrou nessas condições mais uma vez e mostrou quem manda mesmo na F1 foi Lewis Hamilton. O atual campeão assegurou o direito de largar da posição de honra pela 40ª vez na carreira.

Só que a fase final da classificação viu uma performance também de gala de Sebastian Vettel. O alemão bateu Nico Rosberg e ficou a 0s074 da marca estabelecida pelo britânico da Mercedes. É a primeira vez desde o GP malaio de 2013 que um piloto da equipe italiana sai na primeira fila. 

Rosberg teve mesmo de se contentar com o terceiro lugar e com um tempo meio segundo mais lento do que o do colega de equipe. 

Pelos lados da Williams, a estratégia para a pista molhada não deu certo. A escolha errada dos pneus fez a equipe ter de mudar duas vezes os compostos de Felipe Massa. Ainda assim, Felipe conseguiu se colocar em sétimo. 

Já Felipe Nasr viveu uma sessão dramática. O brasileiro da Sauber passou o Q1 brigando com o carro e ainda acabou escapando na curva 4 na última tentativa de volta rápida. O resultado foi o 16º tempo e a eliminação ainda na primeira parte da classificação.  
Eis os três melhores do grid: Nico Rosberg, Lewis Hamilton, Sebastian Vettel (Foto: Getty Images)
Confira como foi a classificação da F1 para o GP da Malásia

A definição do grid de largada para o GP da Malásia, neste sábado (28), teve início sob a ameaça de chuva forte na região de Sepang. Nuvens negras já pairavam sob o circuito, acompanhadas de muitos raios, apesar da alta temperatura ambiente. Os termômetros registravam 33ºC. No asfalto malaio, a marca superava os 50 graus.

Então, diante desse cenário, todo mundo tratou de ir logo à pista. E a maioria já saiu com os compostos médios – os mais rápidos e macios do fim de semana –, incluindo os favoritos Nico Rosberg e Lewis Hamilton. A exceção ficou por conta da Ferrari, Red Bull e da Toro Rosso, que deixaram os pits com os pneus duros.

Assim sendo, Hamilton logo estabeleceu a melhor marca dessa primeira fase da classificação, em 1min39s269 – o tempo também era o mais rápido do fim de semana até aquele momento. Rosberg se posicionou na segunda colocação, um décimo atrás do colega de equipe. Valtteri Bottas colocou a Williams em terceiro, também usando os compostos médios.

As imagens da F1 em Sepang


Mas aí veio a surpresa. Sebastian Vettel optou pelos pneus duros e assinalou a terceira melhor marca, empurrando Bottas para quarto. Kimi Räikkönen seguiu o colega ferrarista e, também com os compostos de risca laranja, se colocou em quinto.

Logo atrás, a Toro Rosso também foi muito bem. Carlos Sainz cravou a sexta marca. Felipe Massa, Nico Hülkenberg, Felipe Nasr e Romain Grosjean completavam o top-10.

Enquanto isso, no fim do pelotão, Fernando Alonso era o melhor entre os dois pilotos da McLaren. O espanhol foi capaz de virar apenas o 17º tempo. Jenson Button era o 18º. Quanto à Manor Marussia, Roberto Merhi vinha em 19º, 5s2 atrás de Hamilton. Will Stevens, por outro lado, se encontrava sem registro.

A metade final do Q1 ainda viu novas alterações na tabela. Mostrando grande desempenho ainda com os pneus duros, Sainz Jr. pulou para a quarta colocação, com a boa marca de 1min39s814, curiosamente o mesmo tempo registrado por Vettel ainda nos primeiros minutos da sessão.

Quem também conseguiu uma melhora significativa nos instantes finais foi Romain Grosjean. O francês da Lotus pulou para sexto, empurrando Marcus Ericsson para sétimo. Pastor Maldonado também teve tempo para entrar no Q2, depois de virar a oitava melhor marca. Räikkönen ainda assegurou um nono posto, à frente de Daniel Ricciardo, Felipe Massa, Daniil Kvyat, Max Verstappen, Nico Hülkenberg e Sergio Pérez.

Alonso ainda tentou uma vez mais no fim, mas acabou fora mesmo do Q2, assim como o companheiro Button. O inglês, aliás, ficou à frente do espanhol. Portanto, Jenson sai em 17º, enquanto Fernando será o 18º.

Outro que viveu um drama no fim foi Felipe Nasr. O brasileiro errou na curva 4 em sua última volta rápida e acabou fora do Q2. O piloto da Sauber vai sair imediatamente à frente da dupla da McLaren, em 16º.

Atrás deles, ficou então a dupla da Manor, com Merhi sendo o único com tempo cronometrado em 1min46s677, mais de 7s de diferença para Hamilton e fora dos 107%.
Raios ameaçaram a classificação em Sepang (Foto: Reprodução TV)

Antes mesmo de a luz verde surgir no fim do pit-lane para o Q2, uma fila de carros se formou atrás de Sebastian Vettel. Ninguém queria arriscar ficar sem tempo. Os céus em Sepang já deixavam evidente a chuva forte que viria a seguir. E não tardou a acontecer.

Então, todo mundo tratou logo de sair com os pneus médios e se garantir, mas não foi fácil. O melhor tempo veio de Nico Rosberg, em 1min39s377, um décimo acima do Hamilton conseguira no Q1.

Vettel em seguida se colocou em segundo, com uma diferença de apenas 0s255 para o líder.Valtteri Bottas, Daniel Ricciardo, Romain Grosjean, Felipe Massa, Max Verstappen, Hamilton, Daniil Kvyat e Marcus Ericsson logo formaram os dez melhores colocados. O líder do campeonato passou sufoco para conseguir assegurar um lugar no Q3. Lewis pegou tráfego e chegou a fazer bonitas ultrapassagens na tentativa de escalar a tabela. 

E por lá ficaram, isso porque minutos depois desabou uma tempestade sobre a pista de Sepang, impedindo qualquer tentativa de melhora. Todo mundo voltou aos boxes, esperando apenas o encerramento da fase intermediária da sessão. Nesse drama todo, Räikkönen, Maldonado, Hülkenberg, Pérez e Sainz acabaram fora da disputa da pole.
A chuva chegou forte na classificação em Sepang (Foto: Reprodução TV)
A chuva continuou forte e obrigou a direção de prova a adiar em 15 minutos o início do Q3. Depois dessa primeira decisão, os comissários voltaram a analisar as condições da pista malaia e optaram por mais 15 minutos de espera. 

Cerca de 30 minutos depois da paralisação, a chuva finalmente deu uma trégua, e a direção de prova decidiu liberar o Q3 às 18h15 (hora local), 7h15 (de Brasília). E aí a grande questão das equipes era que pneu usar? A Williams alinhou no pit-lane na frente, com os compostos para chuva extrema, assim como a Lotus e a Sauber. Já Ferrari, Red Bull e Mercedes optaram pelos intermediários.

E Valtteri Bottas foi o primeiro abrir volta, seguido por Felipe Massa e Marcus Ericsson. Só que logo a escolha pelos pneus de risca azul se mostrou errada e os três tiveram de voltar aos boxes para uma nova troca. Uma segunda mudança para os intermediários ainda foi necessária para a dupla da equipe inglesa. 

Enquanto isso, Nico Rosberg foi superado por Lewis Hamilton, que cravou 1min49s834, colocando nessa primeira parte 1s2 no companheiro de equipe.

Na segunda rodada de voltas rápidas, Hamilton se viu no tráfego mais uma vez e teve abortar a tentativa. E quase perdeu a pole. Isso porque Vettel veio muito forte nos instantes finais e cravou 1min49s908, 0s074 mais lento que o atual campeão, que, assim, assegurava a posição de honra do grid.

Rosberg, por sua vez, melhorou sua marca, mas não o suficiente para lutar pela primeira fila. O alemão teve mesmo de se contentar com o terceiro posto. Daniel Ricciardo e Daniil Kvyat garantiram lugar na terceira fila, com o australiano à frente do russo. Max Verstappen se colocou em uma ótima sexta posição, superando Felipe Massa, o sétimo. Romain Grosjean, Valtteri Bottas e Marcus Ericsson completaram os dez primeiros.

A corrida malaia está marcada para as 4h (de Brasília) na madrugada deste domingo.
Lewis Hamilton garantiu a pole na Malásia (Foto: Getty Images)


F1, GP da Malásia, Sepang, grid de largada:

1 44 LEWIS HAMILTON ING MERCEDES   1:49.834   13
2 5 SEBASTIAN VETTEL ALE FERRARI   1:49.908 +0.074 13
3 6 NICO ROSBERG ALE MERCEDES   1:50.299 +0.465 13
4 3 DANIEL RICCIARDO AUS RED BULL RENAULT   1:51.541 +1.707 16
5 26 DANIIL KVYAT RUS RED BULL RENAULT   1:51.951 +2.117 16
6 33 MAX VERSTAPPEN HOL TORO ROSSO RENAULT   1:51.981 +2.147 16
7 19 FELIPE MASSA BRA WILLIAMS MERCEDES   1:52.473 +2.639 17
8 77 VALTTERI BOTTAS FIN WILLIAMS MERCEDES   1:53.179 +3.345 14
9 9 MARCUS ERICSSON SUE SAUBER FERRARI   1:53.261 +3.427 18
10 8 ROMAIN GROSJEAN FRA LOTUS MERCEDES P +2 1:52.981 +3.147 18
11 7 KIMI RÄIKKÖNEN FIN FERRARI   1:42.173   7
12 13 PASTOR MALDONADO VEN LOTUS MERCEDES   1:42.198   11
13 27 NICO HÜLKENBERG ALE FORCE INDIA MERCEDES   1:43.023   9
14 11 SERGIO PÉREZ MEX FORCE INDIA MERCEDES   1:43.469   11
15 55 CARLOS SAINZ JR ESP TORO ROSSO RENAULT   1:43.701   9
16 12 FELIPE NASR BRA SAUBER FERRARI   1:41.308   7
17 22 JENSON BUTTON ING McLAREN HONDA   1:41.636   8
18 14 FERNANDO ALONSO ESP McLAREN HONDA   1:41.746   8
19 98 ROBERTO MERHI ESP MANOR MARUSSIA FERRARI   1:46.677   7
20 28 WILL STEVENS ING MANOR MARUSSIA FERRARI       0
    TEMPO 107% Q1     1:46.217    
                 
RECORDE FERNANDO ALONSO ESP RENAULT   1:32.582 19/03/2005  
MELHOR VOLTA JUAN PABLO MONTOYA COL WILLIAMS BMW   1:34.223 20/03/2004