F1

Chuva esvazia pista, e Alonso confirma melhor tempo do primeiro dia de testes da F1 em Silverstone

A tarde do primeiro dia de testes da F1 sofreu um duro golpe: a chuva veio com força e impediu qualquer melhora nos tempos registrados durante a manhã. Assim, Fernando Alonso sustentou a liderança na tabela de tempos
Warm Up / VITOR FAZIO, de Porto Alegre
 Fernando Alonso testa em Silverstone (Foto: Getty Images)
Eram 15h (11h em Brasília) quando a bandeira verde foi agitada em Silverstone, marcando o início do turno da tarde do primeiro dia de testes da F1 nesta terça-feira (13). Mas ninguém estava muito interessado em sair dos boxes – a chuva forte e os poucos carros na pista acabaram sendo a tônica de uma sessão desperdiçada.
 
Assim, com uma pista que não dava a mínima condição para melhorar os tempos anotados durante a manhã, Fernando Alonso conseguiu manter a condição de piloto mais veloz do dia, alcançada anteriormente. Aliás, todos conseguiram manter exatamente a mesma ordem das primeiras horas do dia.
Fernando Alonso testa em Silverstone (Foto: Getty Images)

A primeira hora de teste, por exemplo, foi extremamente monótona. Apenas a Mercedes com Esteban Ocon, a Toro Rosso com Carlos Sainz Jr e a própria McLaren de Alonso foram à pista, com o propósito único de avaliar quão molhada estava o asfalto. Os tempos anotados estavam por volta de 30s mais lentos do que com pista seca.
 
Levou muito tempo, quase duas horas, para que os pneus intermediários sequer fossem considerados. A maioria das equipes chegou a registrar giros com as tiras de banda verde, mas sem tirar proveitos. Alonso e Ocon anotaram mais de 100 voltas, apenas testando equipamento. Mas a festa chegou ao fim quando, restando vinte minutos para o fim das atividades, a garoa regressou ao autódromo britânico.
 
Outro que parece ter aproveitado de verdade a pista molhada foi Pierre Gasly. O francês enfrentou problemas durante a manhã, só conseguindo dar sete voltas nas primeiras horas do dia. Tentando se familiarizar com o RB12, Gasly ignorou a água acumulada em Silverstone e somou 36 giros com o pneu de chuva extrema.
 
Quase sem carros na pista, é evidente que as bandeiras vermelhas foram poucas. Na verdade, só uma – consequência da queda de um pedaço de madeira da placa de publicidade da reta principal, por conta dos ventos fortes que atingiam Silverstone.

A F1 encerrará suas atividades em Silverstone nesta quarta-feira (13), com o segundo e último dia de testes. O brasileiro Sergio Sette Câmara participará com a Toro Rosso.

F1, Silverstone, Testes Coletivos, Dia 1:

1 14 FERNANDO ALONSO ESP McLAREN HONDA 1:31.290   105
2 24 ESTEBAN OCON FRA MERCEDES 1:32.833 +1.543 123
3 41 ALEX LYNN ING WILLIAMS MERCEDES 1:34.433 +3.143 54
4 32 CHARLES LECLERC MCO FERRARI 1:34.446 +3.156 19
5 34 NIKITA MAZEPIN RUS FORCE INDIA MERCEDES 1:34.521 +3.231 35
6 55 CARLOS SAINZ JR ESP TORO ROSSO FERRARI 1:34.643 +3.353 91
7 51 SANTINO FERRUCCI EUA HAAS FERRARI 1:34.866 +3.576 55
8 23 PASCAL WEHRLEIN ALE MERCEDES* 1:34.982 +3.692 48
9 88 RIO HARYANTO IDN MANOR MERCEDES 1:35.631 +4.341 64
10 46 SERGEY SIROTKIN RUS RENAULT 1:36.575 +5.285 48
11 15 PIERRE GASLY FRA RED BULL RENAULT 1:43.891 +12.601 52

*Teste de pneus com a Mercedes de 2014
PADDOCK GP #36 ANALISA FIM DE SEMANA DE POLÊMICAS NA F1 E NA F-E