F1

Circuito de Albert Park planeja repavimentação para 2020, mas ganha vozes contra: Vettel e Hamilton

Quem comanda o circuito de Albert Park, em Melbourne, que sedia o GP da Austrália de F1 desde 1996, planeja a primeira repavimentação da pista local desde então, e já para 2020 ou 2021. Mas Lewis Hamilton e Sebastian Vettel não são fãs da ideia

Grande Prêmio / Redação GP, de São Paulo
O circuito de Albert Park, que sedia o GP da Austrália de F1 desde 1996, planeja fazer uma repavimentação em sua pista para 2020 - ou para o ano seguinte. Mas duas vozes importantes da categoria, que acabaram de pilotar em Melbourne, são contra: Lewis Hamilton e Sebastian Vettel.

A ideia de renovar o asfalto pela primeira vez em 23 anos foi anunciada por Andrew Westacott, chefe-executivo do circuito. Segundo ele, a ideia só sai do papel após revisão, por parte de Michael Masi (que substituiu Charlie Whiting com diretor de prova no último domingo), da prova. Se ele detectar motivos para que o asfalto seja renovado, assim se fará.

E como Daniel Ricciardo, por exemplo, teve problemas com a asa dianteira graças a uma ondulação na pista, é provável que a mudança seja aprovada.

Outro plano é mudar trechos do circuito, especialmente em curvas, para "se adaptar às novidades da F1", disse Westacott.
A largada do GP da Austrália (Foto: Mercedes)
Mas as mudanças já têm vozes contra: Hamilton, por exemplo, afirmou que "gosta da pista do jeito que ela é": "Acho que é um grande circuito porque não há áreas de escape gigantes. Se você erra, isso geralmente te custa algo, como deve ser."

"As ondulações são parte da característica de Melbourne, então tirá-las seria uma perda grande. Isso torna mais complicada a corrida para nós, mas precisamos disso. Não gosto desses circuitos totalmente lisos, que não nos causa problemas", completou.

Vettel seguiu a opinião do rival: "Espero que não repavimentem pois é parte de sua característica", finalizou.