Circuito de Austin recebe reformas e Catar redesenha entrada dos boxes para receber F1

GP dos Estados Unidos recebeu duras críticas no fim de semana da MotoGP por pista irregular, e circuito de Losail passa por modificações para ter F1 pela primeira vez

O que acontece com Vettel na Fórmula 1?

A próxima etapa da temporada 2021 da Fórmula 1, que será disputada no Circuito das Américas, nos Estados Unidos, já vem sendo objeto de observação da categoria. Levando em consideração as reclamações constantes dos pilotos da MotoGP em relação à irregularidade da pista, o diretor de provas da F1, Michael Masi, revelou já estar trabalhando em melhorias que evitem danos aos carros.

“Estive no telefone com a FIM [Federação Internacional de Motociclismo] durante todo o final de semana, enquanto eles estavam em Austin, para ter um entendimento total da situação”, afirmou. “Desde a corrida da F1 em 2019, grande parte do circuito foi reformado para resolver alguns problemas que vimos. As áreas que as motos reclamaram foram diferentes daquelas que foram reformadas”, disse.

Masi revelou que já existe um relatório sobre as preocupações da FIA com relação à pista, e que a organização do circuito já está fazendo as alterações necessárias para a categoria.

“Tony Cotman, um dos inspetores de circuito da FIA, já está em Austin durante esta semana. Fez um relatório, e o circuito já está realizando algumas mudanças para nós, buscando resolver algumas preocupações”, revelou.

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2

Em 2019, Sebastian Vettel precisou abandonar por problemas na suspensão (Foto: Ferrari)

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

O Circuito das Américas já deu algumas dores de cabeça para as equipes da Fórmula 1. Com grande irregularidade no asfalto, os carros podem danificar suas suspensões em “lombadas” particularmente maiores. Foi exatamente o que aconteceu com a Williams em 2015, por exemplo. Na última participação de Austin no calendário, em 2019, a Red Bull encontrou uma rachadura na asa traseira de Max Verstappen e Sebastian Vettel precisou abandonar por problemas na suspensão. O diagnóstico das equipes foi de que ambos os problemas foram causados pelos solavancos da pista texana.

Na etapa seguinte, a Fórmula 1 vai explorar um território novo. O Circuito de Losail, no Catar, fará sua estreia na categoria. Desenhado para corridas de moto, o circuito precisará passar por alterações para poder hospedar o final de semana. Masi revelou que a entrada dos boxes será totalmente modificada para atender às necessidades da F1, e as curvas terão alterações de forma a impedir que os pilotos cortem caminho e obtenham ganhos de tempo.

“Eles estão redesenhando completamente a entrada do pit-lane”, disse. “Então a entrada do pit-lane para as motos vai mudar demais. Esse trabalho está quase pronto. O circuito é, fundamentalmente, de motocicletas. Então estamos adicionando zebras ‘salsicha’ para que os pilotos não cortem caminho. Também existe um número significativo de mudanças nas barreiras, com destaques para a TecPro e os pneus em toda a pista. Mas o pit-lane é provavelmente a maior mudança”, encerrou.

Sergio Pérez e Lewis Hamilton travaram grande duelo no GP da Turquia (Vídeo: F1)
Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar