Colômbia anuncia projeto para sediar etapa da Fórmula 1 em Barranquilla

O presidente da Colômbia, Iván Duque, revelou negociações com a Liberty Media para organizar um GP de Fórmula 1 em um circuito de rua em Barranquilla, cidade localizada às margens do mar do Caribe

O país que teve Roberto Guerrero como precursor e foi berço de Juan Pablo Montoya, que defendeu a Williams e a McLaren entre as décadas de 1990 e 2000, pode ter sua primeira oportunidade de receber a Fórmula 1. Isso porque Iván Duque, presidente da Colômbia, e Jaime Pumarejo, prefeito de Barranquilla, anunciaram um projeto para tentar entrar no calendário do Mundial. A ideia é montar um circuito de rua na cidade de Barranquilla.

“Existem 22 cidades no mundo que podem dizer que têm um circuito de Fórmula 1. Esses eventos são assistidos por 320 mil espectadores em três dias, gastando em média US$ 600 por dia e viajam de mais de 100 países. 60 mil turistas internacionais entram em um período de dez dias. Isso é quase o dobro do número de visitantes internacionais que vêm à região em três dias e em um único evento”, comentou Pumarejo.

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2

Juan Pablo Montoya é dos mais importantes nomes do esporte na Colômbia, que agora tenta emplacar uma etapa na F1 (Foto: Divulgação)

LEIA TAMBÉM
Inconformada, Mercedes diz que Fórmula 1 “não pode rasgar regras pelo bem do show”
Chefe da Mercedes vê rivalidade com Red Bull igual a “boxeadores trocando socos”
Villeneuve crê que Hamilton faz silêncio para fugir do jogo de “mau perdedor” Wolff

Duque confirmou ainda que já existem contatos entre a Liberty Media, empresa que controla a Fórmula 1, e as autoridades colombianas. No momento, a pista está em fase de projeto e seria um traçado “semiurbano”. Essa configuração lembra, por exemplo, o novíssimo GP da Arábia Saudita, que construiu um circuito de rua para a penúltima etapa da temporada 2021.

Se o projeto se concretizar, que ainda não tem datas estipuladas, a Colômbia se vai se tornar o quarto país da América Latina a sediar uma corrida de Fórmula 1. Atualmente, México e Brasil são os únicos representantes no Mundial, com as etapas no Hermanos Rodríguez e em Interlagos, respectivamente.

A Argentina já fez parte do calendário e o primeiro país sul-americano a receber uma prova da F1, na temporada de 1953. A última vez que a categoria esteve no país foi em 1998, em Buenos Aires.

Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar