F1

Coluna Warm Up, por Flavio Gomes: Robert

OK, OK, a velocidade está no seu sangue, é difícil parar, mas... Pô, rali? Rali é osso, polaco, é uma panca atrás da outra, não seria melhor encarar algo mais light? Um GT, um Turismo da vida, essas corridas de Endurance em autódromos mais seguros com carros enormes? Tenho um Lada aqui, você conhece bem essas tranqueiras soviéticas, são divertidos, uma corridinha por mês, pode vir que libero

Warm Up / FLAVIO GOMES, de São Paulo

Estou mandando, como você pediu, o adesivo “Nóis capota, mais não breca”. Não é muito grande, mas se você mandar ‘escanear’ e pedir para algum amigo enviar para uma dessas firmas que fazem adesivos grandes, vai ficar legal na testeira do carro. Claro que a maioria não vai entender nada, mas é uma boa forma de você dar entrevistas divertidas quando perguntarem o significado. Se quiser mandar fazer em polonês, fica assim, segundo o tradutor do Google: “We przewrócił, ale nie hamują się”. 

Eu escrevi do jeito certo em português para chegar à tradução: “Nós capotamos, mas não freamos”. A forma original, o tradutor não entende. Não sei se essa tradução aí em polonês faz algum sentido, nem vou procurar. Tentei do inglês também, numa tradução livre, e deu isso aqui: “Skręcamy w dół, ale nie hamulce”. Tem letra aí que eu nem sabia que existia. Enfim, se vira. Você sabe o sentido da coisa. Veja qual fica melhor.

Agora, se você acredita que nós aqui, que gostamos de você e admiramos seu talento, estamos achando engraçado o que está acontecendo, te digo: não.

Nesta sexta-feira, Flavio Gomes escreve uma carta ao polaco Kubica

Para ser sincero, já perdemos a conta dos acidentes que você sofreu depois daquele que quase arrancou seu braço. O que mais ouço é: esse cara tá procurando...

Não dá para sossegar, não? Fazer outra coisa da vida?

OK, OK, a velocidade está no seu sangue, é difícil parar, mas... Pô, rali? Rali é osso, polaco, é uma panca atrás da outra, não seria melhor encarar algo mais light? Um GT, um Turismo da vida, essas corridas de Endurance em autódromos mais seguros com carros enormes? Tenho um Lada aqui, você conhece bem essas tranqueiras soviéticas, são divertidos, uma corridinha por mês, pode vir que libero. Porque quem pilota um carro de rali é capaz de pilotar um carro fechado numa pista de verdade. E as chances de se estropiar são menores, não?

Na F1, esquece. Você anda falando por aí que não desistiu totalmente, só que a gente sabe que você sabe que não dá. E tudo bem, rapaz, aconteceu, paciência. Nem tudo na vida é como a gente gostaria. O mundo não vai acabar porque você não pode mais andar num F1. Os caras do DTM, da Mercedes, te ofereceram um carro. Aquilo ali é bico, tudo automático, cheio das tecnologias, tenta, uai. Ah, o nível é muito alto? E daí? Você consegue pilotar um treco muito mais complicado, essas cadeiras elétricas na terra, na lama e na neve, não vai conseguir dirigir um Mercedão em Hockenheim? Tenha dó... Até o Ralf conseguiu. 

Pense no seguinte, polaco: tu era para estar com um braço só, que nem o Capitão Gancho. Está com os dois e, pelo visto, um deles está funcionando muito bem, pelo tamanho do estrago. O outro está perfeito. Ótimo. O que achamos, nós que gostamos de você, é que a cabeça é que anda meio avoada. Se existe anjo da guarda, rapaz, o seu já entrou com o pedido de aposentadoria faz tempo. Ou adicional de periculosidade. 

Estamos de olho, enfim. E se precisar de mais adesivos, te mando. Tem um aqui que os caras colocam em caminhões que diz: “Não tenho tudo que amo, mas amo tudo que tenho”. Se quiser, coloca no Google para ver como fica em polonês. Eu coloquei, mas não entendi nada de novo. Sua língua é muito complicada. Até seu nome é enroscado, Kúbitsa dos infernos.

Sucesso no próximo rali. Corre devagar. Tem também uns ímãs para painéis de carro aqui, que você coloca a foto do filho, do papa, de Nossa Senhora Aparecida. Dirigido por mim, guiado por Deus. Papai, não corra. Estou te esperando em casa. Essas coisas.

“Do widzenia i powodzenia” pra você. Segundo o Google, isso aí quer dizer tchau e boa sorte.