Com bom retrospecto e "motivação extra" no Canadá, Button espera alcançar "resultado surpreendente"

Campeão mundial de 2009 já conquistou pole, três pódios e uma vitória no circuito Gilles Villeneuve. Em seu único triunfo canadense, em 2011, o britânico chegou a estar na última posição e ultrapassou Vettel na última volta. "Sempre gostei do GP do Canadá", admitiu

 
Jenson Button tem uma relação especial com o circuito Gilles Villeneuve, palco do GP do Canadá, sétima etapa da temporada 2013 da F1. 
 
O piloto da McLaren conquistou uma vitória épica na chuvosa edição de 2011 da prova, quando largou em sétimo, enfrentou diversos problemas, chegou a estar em último e arrancou a vitória das mãos de Sebastian Vettel na última volta.
 
No entanto, seu bom histórico vem de muito antes: em 2004, conquistou seu primeiro pódio em Montreal, cruzando a linha de chegada em terceiro, com a BAR. Em 2005, também pela BAR, foi pole-position. Nas últimas três edições, foi segundo colocado em 2010 e subiu ao lugar mais alto do pódio no ano seguinte. 
Jenson Button tenta espantar a má fase da McLaren no Canadá (Foto: Getty Images)
Diretor da Pirelli prevê novos testes visando avaliar pneus para 2014 

O excelente retrospecto, apesar da atual má fase da McLaren, deixa Button otimista para a etapa que se avizinha. 

 
"Eu sempre gostei do GP do Canadá", admitiu. "Montreal é uma das cidades mais legais no calendário, nós sempre nos sentimos bem-vindos em Québec, e é uma corrida que todos na F1 aguardam com expectativa."
 
Em seguida, o campeão mundial de 2009 comparou as características de Mônaco e Montreal, duas provas completamente diferentes mais com algumas semelhanças entre si.
 
"Como Mônaco, o GP do Canadá pode ser uma adorável loteria, mas em Mônaco você tem baixa velocidade e alta aderência, enquanto no circuito Gilles Villeneuve acontece o contrário: alta velocidade e pouca aderência", explicou. 
 
"É uma mistura que sempre vem junto com os fãs nesta ótima corrida, o que é outra razão pela qual esta se tornou uma das mais populares corridas do ano."
 
"Voltar para o Canadá sempre traz memórias felizes de minha corrida aqui em 2011. Ter estado em último e chegar em primeiro realmente mostra que tudo é possível na F1. Embora não estejamos em condições de vencer em Montreal, estamos progredindo, e há sempre aquela motivação extra que pode nos fazer tirar um resultado surpreendente nesta corrida", encerrou o britânico.
 
O GP do Canadá ocorre no próximo dia 9 de junho.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube