F1

Com cinco pódios seguidos, Verstappen revela falha no motor em Abu Dhabi: “Não foi uma corrida fácil”

Max Verstappen largou em sexto, mas teve de se recuperar depois de cair para décimo. Foi a consequência de um problema no motor, que entrou em modo de segurança no início da prova. Mas o holandês se recuperou com arrojo para ganhar posições e marcar seu 11º pódio em 2018

Warm Up / Redação GP, de Sumaré

Max Verstappen fechou uma grande temporada na F1. O holandês marcou nada menos que 11 pódios, sendo duas vitórias. A boa fase ao longo de 2018 se refletiu sobretudo nas corridas finais, faturando cinco troféus de forma consecutiva com o desfecho do campeonato neste domingo (25) em Abu Dhabi. Mas o terceiro lugar na prova não indica que foi uma jornada fácil, muito pelo contrário.
 
O piloto de 21 anos teve problemas logo na largada e caiu da sexta colocação para décimo. Não foi uma falha do piloto, mas sim do motor Renault (TAG Heuer) que empurra o carro taurino. 
 
“Não foi uma corrida fácil. Tive um problema na largada: na partida, meu motor entrou em modo de segurança, tive de resetá-lo. Não foi fácil, mas conseguimos reagir e nos colocar em uma boa posição e aí conseguimos colocar pressão nos caras à frente”, disse o piloto em entrevista logo após a prova.
Verstappen faz grande manobra para cima de Bottas em Abu Dhabi (Foto: Reprodução)
Verstappen ainda teve de adotar uma estratégia diferente dos outros ponteiros porque largou com os pneus hipermacios. Mesmo assim, o RB14 mostrou ótimo ritmo mesmo com um stint mais longo com os supermacios na fase final da prova.
 
“Tivemos de parar muito cedo porque estávamos com os hipermacios, mas conseguimos manter bem os supermacios e tive um bom ritmo”, explicou.
 
Ao longo da prova, Verstappen teve novamente o arrojo como marca depois de superar a Mercedes de Valtteri Bottas, partindo para o terceiro lugar em Yas Marina. Depois, ainda teve de se livrar de um problema inusitado para cruzar a linha de chegada e festejar mais um bom resultado na temporada.
 
“As últimas voltas não foram fáceis, fiquei com a viseira cheia de óleo da Toro Rosso, então não conseguia enxergar muito bem no fim. Estou muito feliz com o terceiro lugar”, destacou.
 
Com o resultado deste domingo, Verstappen alcançou sua melhor colocação no Mundial de Pilotos ao finalizar em quarto lugar, somando 249 pontos, dois a mais em relação a Bottas e somente dois a menos que Kimi Räikkönen, que se despediu da Ferrari no top-3 do campeonato.