F1
22/09/2015 08:45

Com decisão tomada sobre carreira, Button diz que “só há alegria ao pilotar se você está brigando na frente”

Jenson Button está prestes a anunciar seu futuro no Mundial de F1, e os rumores e o tom das declarações dão conta de que a decisão tomada pelo campeão mundial de 2009 é de se aposentar ao final da atual temporada
Warm Up / Redação GP, de São Paulo
 Jenson Button durante o segundo treino livre para o GP da Itália, em Monza (Foto: AP)
As declarações de Jenson Button vão sendo cada vez mais no tom de um piloto que está prestes a anunciar sua aposentadoria do Mundial de F1. Aos 35 anos, o piloto inglês, que estreou no já longínquo ano de 2000, declarou que não tem mais a alegria de guiar um carro da categoria, e que isso se dá principalmente por uma razão: a falta de competitividade.

Em entrevista no fim de semana do GP de Cingapura, Button disse que "só há alegria ao pilotar se você está brigando na frente e você sente que está conquistando algo".

É algo que, obviamente, não vem sendo sua rotina.

A última vitória de Button foi no GP do Brasil de 2012, última corrida daquela temporada. Desde então, ele não subiu ao pódio mais nenhuma vez, tendo como melhor resultado um terceiro lugar no GP da Austrália de 2014 (após a desclassificação de Daniel Ricciardo). E, neste ano, ele vem amargando as últimas posições do grid com o problemático carro da McLaren Honda.
Jenson Button durante o segundo treino livre para o GP da Itália, em Monza (Foto: AP)
"Se você está brigando na parte de trás do grid, está pilotando um carro de F1, mas você pode facilmente encontrar a alegria pilotando em outro lugar. É uma questão de brigar na frente. De subir ao topo de um pódio. É aí que está a alegria na F1", afirmou o vencedor de 15 GPs.

Diante disso, ele confirmou que sua cabeça já está feita. "Eu tomei a decisão, essa é a coisa importante. É sempre bom fazer um anúncio quando você está em sua corrida de casa, mas ainda não sei o que vai acontecer. Vão ocorrer muitas reuniões no Japão, o Ron Dennis e o Éric Boullier vão estar lá. Tenho certeza de que muitas reuniões vão acontecer nos bastidores", comentou.

Se Button de fato anunciar sua aposentadoria da F1, seu lugar na McLaren deve ser preenchido pelo reserva do time, Kevin Magnussen, ou então pelo belga Stoffel Vandoorne, atual líder do campeonato da GP2.