Com dores no cockpit, Alonso revela que ficou momentos sem respirar por causa da espuma do extintor

Fernando Alonso relatou dores pelo corpo depois do forte impacto do acidente da largada em Spa-Francorchamps, no último domingo (2), e disse que demorou a sair do carro porque a espuma do extintor de incêndio o impediu de respirar

Não foi só o múltiplo acidente da largada que provocou apreensão neste domingo (2) em Spa-Francorchamps, a 12ª etapa da F1. A impressionante batida começou com Romain Grosjean, que tocou o carro de Lewis Hamilton antes mesmo na primeira curva da veloz pista belga. O piloto em seguida perdeu o controle do seu Lotus na entrada da La Source e acertou na traseira da Sauber de Sergio Pérez. Com o impacto, o E20 de Romain decolou e atingiu também os bólidos de Fernando Alonso e Kamui Kobayashi. Logo após a colisão, Alonso demorou a deixar o cockpit da F2012, o que causou preocupação entre os fiscais e a equipe italiana. 

Alonso esteve envolvido no acidente da primeira volta (Foto: Ferrari)

O caso é que o extintor de incêndio da Ferrari de número 5 foi acionado logo depois do acidente e, com a fumaça, o piloto teve dificuldades de respirar. O líder do campeonato relatou dores no rosto, no pescoço e nas costas após a batida. Fernando foi encaminhado para o centro médico no circuito belga e liberado logo em seguida. 

“Imediatamente após o impacto, eu permaneci no cockpit por alguns minutos, mas aí começou um pequeno incêndio e, com a espuma do extintor, eu não conseguia respirar. Tentei falar com a equipe pelo rádio que estava bem, mas não consegui”, explicou Alonso. “Agora posso dizer que, diante do tipo de acidente que foi, tenho sorte do poder voltar ao carro em breve. O nível de segurança dos carros atualmente é incrível e esse acidente foi, mais uma vez, a prova disso”, completou.

Stefano Domenicali, chefe da equipe Ferrari, também se mostrou aliviado com o fato de que Alonso saiu ileso do assustador acidente da largada. “A boa notícia disso tudo é que Fernando está bem. Acho que para todos nós na equipe e para todos os torcedores foi um momento de grande tensão, de ficar com o coração na mão, especialmente porque não conseguíamos falar com ele no rádio”, disse o dirigente. “Somente quando ele deixou o carro é que ficamos mais aliviados e contentes”, acrescentou.

Grande Prêmio cobre 'in loco' neste fim de semana a 13ª etapa do Mundial de F1, o GP da Itália, direto de Monza, com Evelyn Guimarães.

 

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube